De partida

Chelsea deve aceitar contraproposta do Inter de R$ 62,1 milhões por Oscar

Caso negociação seja concretizada, meia não atua mais no Beira-Rio depois da Olimpíada

17/07/2012 | 09h05
Chelsea deve aceitar contraproposta do Inter de R$ 62,1 milhões por Oscar Alexandre Ernst/Agência RBS
Meia será o camisa 10 da Seleção Brasileira na Olimpíada de Londres Foto: Alexandre Ernst / Agência RBS

A curta passagem de Oscar pelo Inter está chegando ao fim. O meia de 20 anos poderá ser vendido ao Chelsea antes mesmo dos Jogos Olímpicos de Londres _ a casa do time inglês.

A negociação será definida se os ingleses aceitarem a contraproposta do Beira-Rio e pagarem 25 milhões de euros (R$ 62,1 milhões) pelo jogador.

A primeira oferta do Chelsea, apresentada ao Inter na semana passada, foi através de um e-mail oficial de Stamford Bridge e bateu na casa dos 18 milhões de euros. Nos próximos dias, emissários do Chelsea poderão vir a Porto Alegre para definir a negociação _ que iniciou-se há 10 dias, quando o investidor iraniano Kia Joorabchian procurou o Inter para saber o preço do camisa 16.

– Estou aguardando um novo contato do Chelsea. Eles já conhecem a exigência do Inter para essa negociação – disse o presidente colorado, Giovanni Luigi.

Por Oscar, o Inter acabou pagando o equivalente a R$ 12,4 milhões. Foram R$ 7,4 milhões (3 milhões de euros), em 2011, ao jogador e ao empresário Giuliano Bertolucci, por 50% de seus direitos econômicos e, após a briga na Justiça contra o São Paulo, mais R$ 5 milhões ao Morumbi pela conciliação e consequente liberação em definitivo do meia, com o encerramento do processo na Justiça do Trabalho. O São Paulo recebeu um total de R$ 15 milhões nessa venda. Inter, Bertolucci e o Banco BMG bancaram R$ 5 milhões cada um na negociação.
Como a negociação deverá ser oficializada logo na primeira semana da janela de agosto, Oscar não mais deverá atuar pelo Inter. O meia só voltaria a Porto Alegre após os Jogos Olímpicos, no dia 11 de agosto.

Os valores
O Inter pagou R$ 12,4 milhões por Oscar e receberá R$ 31 milhões.

As cinco maiores transações do futebol brasileiro:
1. Denílson - 1998 - 31,5 milhões  de euros
2. Robinho - 2005 - 24 milhões de euros
3. Alexandre Pato - 2007 - 22 milhões de euros
4. Geovanni - 2001 - 21 milhões de euros
5. Nilmar - 2009 - 16,5 milhões de euros

 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.