Complicou

Empresário de Nilmar: Oferta do Inter foi classificada como ofensiva pelo Villarreal

Orlando da Hora diz que proposta colorada gerou irritação na diretoria do clube espanhol

10/07/2012 | 18h38
Empresário de Nilmar: Oferta do Inter foi classificada como ofensiva pelo Villarreal Diego Vara/Agencia RBS
Com proposta baixa do Inter, retorno de Nilmar ao Beira-Rio fica mais complicado Foto: Diego Vara / Agencia RBS

Em entrevista ao repórter Eduardo Gabardo, da Rádio Gaúcha, o empresário Orlando da Hora, representante de Nilmar, afirmou que a oferta do Inter pelo atacante do Villarreal foi considerada como ofensiva pela diretoria do clube espanhol.

— Ficaram muito nervosos. Me falaram que a proposta do Inter tinha sido ridícula, agressiva, ofensiva. Tentei perguntá-lo sobre valores e ele disse que não ia dizer. E que eu não tocasse mais no assunto Inter com ele. Até achou que eu estava mal-intencionado. Mas não é isso. O Inter deve ter lá seus motivos. Por isso não gosto de me meter — afirmou o empresário.

Informações não confirmadas dão conta de que a proposta do Inter por Nilmar teria sido a metade do exigido pelo Villarreal para liberar o jogador. Dos 8 milhões de euros que o clube pretende em troca do atacante, o clube gaúcho teria oferecido 4. Orlando da Hora destaca a irritação dos dirigentes espanhóis pelos valores oferecidos.

— Eles estavam irritados demais. "Querem comprar ferrari por um Euro? Não tem condições de andar de ferrari, anda de bicicleta". Foi isso que ele deixou claro para mim. Mas não falou em valores. Assim como o Luciano não falou em valores. Nem o Luigi. Então não posso ir muito a fundo nisso. O filho do presidente procurou o Nilmar na saída do treino para contar que eles estavam bem adiantados com outros clubes do Brasil — disse, para completar:

— O São Paulo já conversa há muito tempo. Mas a distância financeira, do salário pretendido pelo Nilmar e pelo o que o São Paulo oferece, não bate.

— O Inter não tem obrigação de aumentar, né. Isso é o nosso desejo. Mas o Inter não tem obrigação. Assim como o Villarreal não tem obrigação de vender o jogador pelo o que o Inter se propõe a pagar. É uma coisa muito pessoal deles — finalizou o empresário.


VEJA TAMBÉM

     
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.