Apenas um

Sem ver "solução" em Maurides, Fernandão descarta titularidade

Apesar de elogiar qualidade do jogador, técnico colorado afirma que ele ainda não está pronto para assumir a responsabilidade de ser a referência ofensiva da equipe

10/08/2012 | 13h17
Sem ver "solução" em Maurides, Fernandão descarta titularidade Diego Vara/
Fernandão pede cautela para a escalação de Maurides Foto: Diego Vara

Enquanto o novo centroavante prometido pela direção não chega, Fernandão descartou aproveitar Maurides na função. Apesar de valorizar o potencial do jogador, segundo o técnico colorado, ele ainda não está pronto para ser titular. Com isso, o Inter vai enfrentar a Ponte Preta apostando novamente em um esquema sem um jogador de referência no ataque.

— O Maurides entrou contra o Vasco e não foi a solução. É um jogador que a gente tem que ter calma. Não é porque estamos precisando de um centroavante, que vou colocar o menino. Estou tentando colocar para ele começar a ganhar cancha de jogo. Com muita calma, é um jogador que tem muito a crescer. Acredito que em muito em breve ele vai dar resposta — garantiu.

Com as ausências de Dátolo, D'Alesssandro e Dagoberto, que ainda se recuperam de lesões, e Leandro Damião a serviço da Seleção Brasileira, Fernandão só conta com Diego Forlán em condições de atuar com características de atacante no grupo colorado. Sem as principais peças do setor ofensivo, o Inter tem enfrentado dificuldades para superar os adversários que jogam com um esquema mais defensivo.

— Eu estou tendo que improvisar o segundo homem, o próprio Diego também . Infelizmente a maioria das lesões e ausências são no setor ofensivo. Temos que trabalhar improvisando o Jajá e o Marcos Aurélio, testando o Diego em uma nova movimentação, sendo muito mais um primeiro atacante.  O importante é que a gente criou. Contra o Vasco e o Náutico tivemos chances. Agora é matar, na oportunidade que tiver, principalmente jogando em casa, mas é óbvio que as equipes que vem jogar aqui fortalecem o sistema defensivo para atuar no contra-ataque — avaliou.

Principal tema das questões na entrevista coletiva desta sexta-feira, Fernandão garantiu que Maurides seguirá com espaço no grupo principal do Inter, mas que o jogador ainda está evoluindo. Depois da torcida reclamar da ausência do centroavante no empate em 0 a 0 com o Náutico, o técnico colorado pediu paciência para poder aproveitar o jogador da melhor maneira.

— O único jogo que não levei ele é porque existia uma situação com o Fabrício, e eu não podia abrir mão do Zé Mário no banco. Dentro do que eu planejei para a partida, eu imaginava muito mais o Rafael Pernão fazendo a possibilidade do um contra um. Acabou que o que aconteceu foi que a gente precisava de um homem de área. Mas também só porque ele não estava no banco, virou a solução contra o Náutico. Ele entrou contra o Vasco e é um menino que não posso jogar essa responsabilidade em cima dele. Acredito muito no Maurides, tem muito potencial, mas vamos com calma. É um garoto ainda e tem muito a evoluir para assumir essa responsabilidade — afirmou.

Confira outros trechos da coletiva de Fernandão:

Kleber no meio-campo

"Eu treinei as duas possibilidades. O Kleber está confirmado, mas existem duas ou três situações que eu posso mudar a equipe. Até a fisionomia tática. Vou esperar até amanhã. O Guiñazu está sentindo a perna e existe a grande possibilidade dele não participar do jogo. Eu imagino algumas situações para o confronto com a Ponte".

Busca do título

"Não estamos nem na metade do campeonato. A briga do título começa a se definir na 12ª rodada do segundo turno. Ali você vê quem vai brigar pelo título e Libertadores. O Atlético-MG está com uma sequencia muito boa, mas não tiveram desfalque nenhum ainda. Não adianta eu pensar em título ou G-4 agora, eu preciso vencer a Ponte. Lá na frente nós vamos ver pelo que vamos estar brigando. Acho que temos potencial para disputar a ponte de cima, mas dependemos do nosso jogo a jogo".

Negociação por um centroavante

"A direção me comunicou que existe um avanço em relação a um nome. Vamos esperar, sei que para o jogo com a Ponte Preta eu não tenho essa peça, então preciso achar opções para o jogo.  Depois, vamos ver. Sei que eles estão trabalhando e que poderemos ter alguma surpresa na semana que vem. Enquanto isso, tenho que trabalhar com o que temos para o jogo com a Ponte Preta".

Ponte Preta

"O Rildo é um jogador veloz, o Marcinho também. De repente eles têm uma saída até mais qualificada que o Náutico.  Acredito que eles vão vir com esse pensamento de uma marcação mais forte."  

VEJA TAMBÉM

     
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.