De Santa Catarina

A opinião de quem viu: Wellington Paulista cumpriu sua obrigação com o Criciúma

Editor de Esportes do Diário Catarinense analisa a passagem do centroavante pelo clube

Atualizada em 26/12/2013 | 12h4226/12/2013 | 12h09
A opinião de quem viu: Wellington Paulista cumpriu sua obrigação com o Criciúma FERNANDO RIBEIRO/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO/FERNANDO RIBEIRO/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO
Foto: FERNANDO RIBEIRO/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO / FERNANDO RIBEIRO/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Atacante com direito a sigla, à CR7, é uma casta restrita e quem ousa tentar ocupar este clã precisa mostrar serviço. No mundo do futebol o direito destes atacantes é conquistado a custa de gols.
 
Wellington Paulista pediu para ser WP9 no Tigre. Foi olhado com desconfiança por todos no Sul de Santa Catarina: mais um marqueteiro em declínio de carreira a fazer média em clubes de menor porte? Ou um atleta de qualidade que queria recuperar mercado na elite, usando uma vitrine adequada?

O que disse Wellington Paulista na chegada a Porto Alegre

A resposta veio com gols. Wellington Paulista, ou melhor, o WP9 cumpriu sua obrigação com o Tigre. Mostrou que não veio tapar buraco e roubar tostões em uma região próspera mas sem atrativos para jogadores de alto nível.

WP9s só vêm parar num Criciúma por engenharias de ocasião, afinal não cabem no orçamento do clube. Wellington só entrou em campo pelo Tigre porque o Cruzeiro queria Lucca, jovem promessa guardada  a “sete chaves” pela raposa para o ano de 2014.

Deu química: WP9 se entendeu bem com Lins, ambos motivaram a torcida, que os abraçou com carinho. E todos foram felizes: os tricores com a permanência na Série A, e WP9 com a imagem recuperada, lustrada e com a reta final de carreira returbinada.

No novo casamento, agora com o Inter, WP9 tem tudo para dar certo. Está mais experiente que no período de Cruzeiro e Botafogo, mas precisa de parceria boa dentro e fora de campo.

Ele é sentimental, gosta de carinho. O torcedor do Tigre percebeu e, nos momentos difíceis, lhe deu abrigo. Os fãs do colorado terão que entendê-lo e abraçá-lo, e o Abelão lhe dar um companheiro à altura para brilhar.

VEJA TAMBÉM

     
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.