Opinião

Wianey Carlet: "O Inter só tem meio time"

Colunista fala sobre carências na equipe colorada

27/02/2014 | 09h40
Wianey Carlet: "O Inter só tem meio time" Alexandre Lops/S.C. Internacional,Divulgação
Foto: Alexandre Lops / S.C. Internacional,Divulgação

A falta de velocidade do Inter na transição de jogo, contra o Brasil, tem três causas: a retranca do time pelotense, o excessivo número de jogadores sem explosão na equipe colorada e a desqualificação técnica que persiste no Beira-Rio. Obviamente, não podem ser desconsideradas as escolhas equivocadas na escalação.

ACESSE E COMENTE NO BLOG DO WIANEY

É preciso que Abel Braga descubra, urgentemente, que só tem lugar para um jogador lento, no meio-campo: D'Alessandro. Acrescentar Alex e Jorge Henrique é fazer o que sonha qualquer rival. Alan Patrick e Otávio não são duas maravilhas, mas aceleraram o Inter quando foram chamados, na etapa final.

O terceiro problema colorado é mais grave e de difícil solução: as deficiências técnicas. Começando pelos zagueiros. O Paulão é um becão de fazenda, é difícil entender por que foi contratado. Ernando é outro zagueiro simplório incapaz de surpreender com um apoio eventual de qualidade.

À frente dos zagueiros está Willians, volante que não guarda posição e é campeão em cometer faltas perigosas. Finalmente, o ataque. Rafael Moura e Wellington Paulista são centroavantes para equipes que jogam apenas para não cair. São fracos, simplesmente.

Assim, é inevitável concluir que o Inter só tem meio time. E parece não existirem recursos para melhorar a equipe. Ah, outro problema sem solução: a faceirice tática que está no DNA do Abel. Esta conta deve ir para os dirigentes, afinal, quem não sabia que o treinador é da turma “vamos para dentro deles?”

Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.