Opinião

Wianey Carlet: "O Inter continua velho"

Colunista compara início de temporada da dupla Gre-Nal

25/03/2014 | 09h22

Comparar é preciso. Enquanto o Grêmio aproveitou o Gauchão para lançar e ver aprovados quatro ou cinco jovens das suas categorias de base, os colorados assistem o ocaso do campeonato sem que um único garoto tenha sido lançado e se afirmado no grupo principal.

A causa é claríssima: Enderson Moreira, treinador do Grêmio, tem gosto por trabalhar com jovens e não teme incluí-los no grupo principal enquanto Abel Braga, visivelmente, tem preferência por trabalhar com veteranos e, até, jogadores em fim de carreira. O resultado deste gosto de Abel está na idade média do time colorado: quase 30 anos.

Terminado o Gauchão, virão as competições nacionais. Como o Inter não aproveitou o Gauchão para lançar e valorizar seus garotos, dificilmente o fará na Copa do Brasil e no Campeonato Brasileiro, competições com participantes qualificados, circunstância que dificulta a afirmação de garotos.

Resultado: o Inter permanece sendo um time envelhecido e dificilmente deixará de sê-lo nesta temporada.

VEJA TAMBÉM

     
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.