De volta ao Tribunal

Inter ainda não indicou alternativas ao Beira-Rio interditado e buscará reverter decisão no STJD 

Jurídico do clube analisa até mesmo pedido de efeito suspensivo para seguir atuando em casa no Campeonato Gaúcho 

17/03/2017 - 11h51min | Atualizada em 17/03/2017 - 11h51min
Inter ainda não indicou alternativas ao Beira-Rio interditado e buscará reverter decisão no STJD  Lauro Alves/Agencia RBS
Foto: Lauro Alves / Agencia RBS  

O Inter ainda não decidiu onde mandará os dois jogos de pena impostos pelo Tribunal de Justiça Desportiva, devido à briga de suas torcidas em Veranópolis, na primeira rodada do Gauchão. Na verdade, o clube ainda buscará um recurso à punição, através do STJD. 

Como o primeiro jogo de sanção será somente em 29 de março, contra o Cruzeiro, há tempo para o recurso – o segundo jogo será cumprido se o Inter avançar às quartas de final, caso contrário, ficará para a "Copinha", no segundo semestre. 

Leia mais:

Vice jurídico lamenta: "Responsáveis acabam não respondendo"
D'Ale e Charles são ausências em treino após classificação na Copa do Brasil
Sorteio definirá o adversário do Inter na quarta fase da Copa do Brasil

Ainda que o Inter precise indicar até esse sábado para a Federação Gaúcha de Futebol alternativas ao Beira-Rio interditado, é possível que o clube não responda à FGF.

– Ainda deveremos ir ao STJD ou tentar um efeito suspensivo. Tudo está sendo analisado, mas nem pensamos nessas alternativas ainda. Temos um jogo muito importante nesse sábado, contra o São Paulo – disse o vice de futebol colorado, Roberto Melo. 

Ainda que o Inter não esteja analisando novas casas, as alternativas do clube sempre foram as mesmas, quando o Beira-Rio estava fechado para reformas: Estádio do Vale e Centenário. 

O estádio do Novo Hamburgo tem capacidade para 12 mil torcedores – conforme o site oficial do clube. Já o Centenário, o estádio do Caxias, abriga 22 mil pessoas, e já foi utilizado até para Gre-Nais. 

*ZHESPORTES

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.