Quem perder, cai fora

Com Gutiérrez titular, Inter enfrenta o Corinthians valendo vaga nas oitavas da Copa do Brasil 

Chileno começa a primeira partida pelo Colorado, em um meio-campo sem D'Alessandro e Edenilson, lesionados

Por: Leandro Behs - direto de São Paulo
19/04/2017 - 06h01min | Atualizada em 19/04/2017 - 06h01min
Com Gutiérrez titular, Inter enfrenta o Corinthians valendo vaga nas oitavas da Copa do Brasil  Leandro Behs / Agência RBS/Agência RBS
Foto: Leandro Behs / Agência RBS / Agência RBS  

A novidade do Inter será Felipe Gutiérrez. O chileno fará sua estreia como titular na equipe de Antônio Carlos Zago na noite desta quarta, contra o Corinthians, na partida de volta da quarta fase da Copa do Brasil. Os companheiros do volante é que são mantidos como mistério: sem D'Alessandro e sem Edenilson — lesionados — e sem Carlinhos, suspenso, o time pode ter William como meia improvisado, o retorno de Charles, a manutenção de Roberson ou até a presença de Anselmo, às 21h45min. 

Após o treino desta terça, o técnico colorado confirmou a estreia de Gutiérrez, mas não quis revelar quem serão os outros titulares que precisarão vencer o Corinthians em Itaquera — ou pelo menos empatar a partir de 2 a 2 para seguir adiante na competição nacional. Caso repita o 1 a 1 do Beira-Rio, a decisão da vaga será nos pênaltis. 

— Vamos levar (o mistério) até o jogo contra o Corinthians, de noite. Treinamos alguns possibilidades, a certeza é que o Felipe (Gutiérrez) entra no meio-campo. Já era programado desde o terceiro amarelo do Carlinhos — anunciou o treinador.

Leia mais:



Gutiérrez entrou no final da primeira partida contra o Corinthians. Seus poucos minutos em campo, porém, foram insuficientes para mostrar suas qualidades — que inclusive o levaram à seleção de seu país, treinada por Juan Pizzi, seu comandante nos tempos de Universidad Católica. Mas alguns profissionais que acompanharam sua passagem no futebol chileno têm elogios ao jogador.

— É um volante de boa técnica, de ótima participação na Universidad, acabou indo jovem para a Europa. Chamou a atenção pela boa condução de bola e por seus passes verticais — comenta o jornalista Pato Cabello, da Rádio Bio Bio do Chile.

Para o repórter Francisco Ríos, do portar Frecuencia Cruzada, Gutiérrez é um jogador multifuncional:

— Já jogou até como armador, um camisa 10 mesmo. Tem drible e visão para exercer essa função. Na seleção, já fez essa segunda função, como Aránguiz fez aí no Inter, mas com força menor. Ele tem bom jogo aéreo e como é um atleta corpulento, aguenta mais o tranco.

Pelo lado esquerdo do tripé de meias, Gutiérrez terá a missão de substituir Uendel, que, por sua vez, retorna ao lado esquerdo com a suspensão de Carlinhos. Com o lateral, comporão a zaga Victor Cuesta e Léo Ortiz. E essas são as certezas, porque do outro lado do campo, existe a chance de Alemão ser titular e William jogar no meio-campo, na função de Edenilson. A ideia seria criar uma movimentação semelhante à de Uendel, mas pela direita.

Caso mantenha William na lateral, há duas possibilidades para formar o trio, com Dourado e Gutiérrez: Anselmo ou Charles. Com Anselmo, a tendência natural é de mais força na marcação e menos qualidade de passe. Com Charles, Zago teria um volante com menor poder defensivo, mas que se desprende mais e aparece na frente.

Na vaga de D'Alessandro, que voltou a sentir uma contusão no tornozelo direito, Roberson deve ser o escolhido. Sua boa exibição contra o Caxias, no sábado, pode ser o fator decisivo para essa opção.

*ZHESPORTES

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.