No banco dos réus

TJD marca julgamento de Zago, Galeano e médico do Caxias para antes das finais do Gauchão

Técnico do Inter foi denunciado por agressão física e pode pegar de quatro a 12 jogos de suspensão

Por: Rodrigo Oliveira
19/04/2017 - 18h38min | Atualizada em 19/04/2017 - 18h51min
TJD marca julgamento de Zago, Galeano e médico do Caxias para antes das finais do Gauchão Porthus Junior/Agencia RBS
Foto: Porthus Junior / Agencia RBS  

O Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) marcou para a próxima semana o julgamento do técnico do Internacional, Antônio Carlos Zago, do auxiliar-técnico colorado Galeano e do médico do Caxias, Jeferson Mezzomo. Os três profissionais se envolveram em uma confusão na vitória do Inter por 1 a 0 sobre o Caxias, no último sábado, e podem ficar de fora das finais do Gauchão.

Segundo a secretaria do tribunal, é "praticamente certo" que a audiência ocorrerá na quarta-feira, 26 de abril, às 10h. Há uma pequena possibilidade, no entanto, de a sessão ser realizada no dia seguinte, na quinta-feira. A oficialização da data será anunciada amanhã. O certo, porém, é que o julgamento acontecerá antes dos dois jogos decisivos.

Leia mais



Zago foi denunciado pelo artigo 254-A (agressão física) do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que prevê suspensão de quatro a 12 jogos. Já Galeano foi citado no artigo 250 (ato hostil), que estipula suspensão de um a três partidas. O médico do Caxias, Jeferson Mezzomo, por sua vez, foi denunciado pelo artigo 258 (atitude contrária à disciplina), que prevê punição de até seis partidas. 

Se punidos, os três profissionais devem desfalcar os seus clubes nos dois jogos de uma eventual decisão do Estadual. Caso ocorra suspensão, no entanto, as partes podem recorrer ao Pleno do TJD e pedir um efeito suspensivo da pena.

A Procuradoria do TJD decidiu oferecer denúncia contra os profissionais por conta da confusão ocorrida no segundo tempo do jogo, quando o médico do time grená discutiu com jogadores do Inter e, em meio à confusão, acabou sendo chutado por Zago e empurrado por Galeano, na área técnica da equipe colorada.

O árbitro da partida, Roger Goulart, também foi denunciado por não ter relatado o episódio na súmula da partida. Ele foi citado no artigo 266 (deixar de relatar ocorrências disciplinares em uma partida) e pode receber uma suspensão de 30 a 360, além de multa.

O caso será julgado pela Segunda Comissão Disciplinar do TJD.

* RÁDIO GAÚCHA

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.