Pela Copa do Brasil

Vice de futebol do Inter fala de "infelicidade da defesa" e decisão em aberta contra o Palmeiras

Dirigente disse acreditar em um crescimento da equipe de Zago para o jogo da volta, no Beira-Rio

18/05/2017 - 00h52min
Vice de futebol do Inter fala de "infelicidade da defesa" e decisão em aberta contra o Palmeiras Leonardo Acosta / Agência RBS/Agência RBS
Foto: Leonardo Acosta / Agência RBS / Agência RBS  
O gol contra de Léo Ortiz, que culminou na derrota do Inter para o Palmeiras na Copa do Brasil, foi tratado pelo vice de futebol Roberto Melo como uma "infelicidade da defesa". Segundo o dirigente, a equipe comandada por Antônio Carlos Zago jogou de igual para igual com o atual campeão brasileiro e "merecia sorte melhor": 

– Evidente que está em aberto (a decisão). Jogamos os primeiros 90 minutos. Merecíamos uma melhor sorte. Fizemos um jogo de igual para igual, enfrentamos uma equipe candidata a todos os títulos que vai disputar, considerado o melhor plantel. Pena que não fizemos gol – disse Melo, após a partida em São Paulo, para emendar sobre o gol contra: – Palmeiras conseguiu fazer um gol em uma infelicidade nossa, do nosso sistema defensivo.

Leia mais:
Do que o Inter precisa para avançar às quartas de final da Copa do Brasil
Zago: "Jogamos de igual para igual com a equipe mais badalada"

Apesar da vantagem que o time de Cuca conseguiu no Allianz Parque na noite desta quarta-feira, o dirigente reforçou acreditar no crescimento da equipe e de "retornos importantes" até a partida da volta, dia 31, no Beira-Rio.

– Ter vencido sem sofrer gol é uma vantagem, é um resultado importante. Mas nós entendemos que temos toda a chance de reverter o resultado em Porto Alegre. Nosso time vem crescendo, evoluindo. Acreditamos muito que podemos reverter e seguir adiante – concluiu.

Deste time que foi a campo contra o Palmeiras, apenas Carlinhos e Edenílson se recuperam de lesão e sequer embarcaram para São Paulo.
 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.