Balanço da Libertadores

Seis brasileiros iniciam o 2º turno da fase de grupos da Libertadores na zona de classificação

Apenas a Chapecoense e o Atlético-PR vão precisar correr atrás do prejuízo

Por: ZH Esportes
21/04/2017 - 09h53min | Atualizada em 21/04/2017 - 09h53min
Seis brasileiros iniciam o 2º turno da fase de grupos da Libertadores na zona de classificação Lucas Uebel/Grêmio, Divulgação/
Grêmio tem a melhor campanha entre os brasileiros do torneio Foto: Lucas Uebel/Grêmio, Divulgação  

Restando apenas uma partida para o final do primeiro turno da Copa Libertadores, que será disputada entre River e Emelec, na próxima quinta-feira, a competição já aponta os principais candidatos à próxima fase. Um grande equilíbrio vem sendo visto no torneio, uma vez que apenas o próprio River está com 100% de aproveitamento.

Dos oito representantes brasileiros no torneio continental, seis estão garantindo vagas nas próximas fases. A Chapecoense e o Atlético-PR, com apenas quatro pontos, estão na terceira colocação em suas chaves. Grêmio, Botafogo e Palmeiras, com sete pontos, registram as principais campanhas, com os gaúchos em vantagem pelos gols marcados.

Leia mais:
Jornais paraguaios citam chance perdida pelo Guaraní diante do Grêmio
Com presença da torcida, Grêmio desembarca em Porto Alegre após empate no Paraguai


Em compensação, o futebol argentino vem decepcionando na Libertadores. Dos seis representantes locais, três cairiam fora da próxima fase se o torneio terminasse hoje. Tucuman, Estudiantes e San Lorenzo estão com situações complicadas em seus grupos. River, Godoy Cruz e Lanús lideram suas chaves.

A situação dos oito grupos

O Botafogo, comandado por Jair Ventura, surpreende no chamado "Grupo da Morte" e lidera com sete pontos. O Barcelona do Equador, outra surpresa, vem no mesmo ritmo e com o empate de ontem diante do "Fogão" estão com o mesmo número de pontos do líder. Estudiantes e Atlético Nacional decepcionam, e conquistaram apenas três pontos até aqui.

No grupo 2, o Santos empatou duas vezes, mas a vitória contra o The Strongest em casa garante a liderança da chave, com o Santa Fe aparecendo na segunda posição. O River Plate, com duas vitórias em dois jogos, ainda encara o Emelec para fechar o primeiro turno, mas já mostra dominância no grupo 3.

No único grupo com dois brasileiros da Libertadores, o Flamengo é quem se destaca. Já são duas vitórias em três jogos. Por outro lado, o Atlético-PR venceu uma, empatou outra e perdeu para os cariocas. Agora, os times se encontram na Arena da Baixada, pelo início do returno. A Universidad Católica se posiciona entre eles na tabela, com cinco pontos. O San Lorenzo de Diego Aguirre é lanterna.

Com duas vitórias após os 45 minutos do segundo tempo, o Palmeiras garantiu seis dos seus sete pontos no grupo 5. O surpreendente Jorge Wilsterman, com oito gols marcados em três jogos, é segundo colocado. Já o Atlético-MG, de Roger Machado, somou apenas quatro pontos até aqui e vê os argentinos do Godoy Cruz na liderança com duas vitórias e um empate.

No grupo da Chapecoense, o Lanus é quem lidera, com seis pontos. Os catarinenses estão em terceiro, mas com os mesmo quatro pontos do Nacional, que é segundo. O problema é que a equipe de Vágner Mancini vai encarar os dois adversários fora de casa durante o returno.

Fechando a Libertadores, o Grêmio lidera o grupo 8 com sete pontos. A pontuação é a mesma do Guarani, mas os tricolores ainda recebem os paraguaios na próxima quarta-feira, na Arena. Iquique e Zamora tentam sobreviver no grupo, mas apenas os chilenos conquistaram três pontos na competição.

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.