Não gostaram

Após viagem de 16 horas, jogadores do Santos reclamam de logística para viajar ao Equador: "Desumano"

Lucas Lima e Ricardo Oliveira cobraram a diretoria por causa da viagem desgastante

Por: Lancepress
14/09/2017 - 09h19min | Atualizada em 14/09/2017 - 09h19min
Após viagem de 16 horas, jogadores do Santos reclamam de logística para viajar ao Equador: "Desumano" RODRIGO BUENDIA/AFP
Foto: RODRIGO BUENDIA / AFP  

Não foi a arbitragem e nem o adversário. O que irritou os jogadores do Santos no empate em 1 a 1 com o Barcelona de Guayaquil, nesta quarta-feira (13), pelas quartas de final da Libertadores, foi o desgaste e o cansaço. Líderes do elenco reclamaram na saída do estádio Monumental Isidro Romero Carbo que o cansaço das 16 horas de viagem fez a diferença.

Após vencer o Corinthians na Vila Belmiro por 2 a 0, no domingo, a delegação santista foi direto para o aeroporto e pegou um voo para Bogotá, na Colômbia. Lá, fez uma escala de três horas, até pegar o avião para Guayaquil.

– Foi uma viagem muito desgastante para nós, de 16 horas, isso é quase desumano, mas nossa equipe veio aqui e honrou a camisa do Santos – disse Lucas Lima, antes de Ricardo Oliveira, que foi mais direto na cobrança.

Leia mais:
Santos empata em 1 a 1 com Barcelona-EQU fora de casa
Com atuação segura, Grêmio fica no empate sem gols com o Botafogo

– Eu entendo que poderia ter sido bem melhor. Já conversamos a respeito disso com a diretoria. Falo em nome do grupo. Sentimos muito a viagem. Entendemos a dificuldade do clube, mas com uma competição tão desejada, querendo avançar para a semifinal... Um esforço de todo mundo é bem-vindo. Não digo que a diretoria não se esforça, mas vamos cobrar, sim, uma logística melhor, com maior descanso. Sabemos a cobrança que sofremos. Não é desculpa, seríamos cobrados se perdêssemos. Se ganhássemos, falaria a mesma coisa - afirmou o capitão.

Uma alternativa para evitar o desgaste seria o fretamento de um voo de São Paulo direto para Guayaquil ou Quito, capital equatoriana. A explicação do clube, no entanto, é de que o fretamento custava o dobro do valor gasto, além de não evitar uma escala. Outro ponto foi que as companhias aéreas não apresentaram horários convenientes para a o Santos.

O responsável pela logística do Peixe visitou Guayaquil uma semana antes e fez a mesma escala para conhecer o trajeto.

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.