Tudo para o Beira-Rio

Caxias e Inter empatam em 1 a 1 na primeira partida da decisão do Gauchão

Mateus marcou o gol do time da Serra e Oscar deixou tudo igual para os colorados

Atualizada em 06/05/2012 | 20h0806/05/2012 | 17h58
Caxias e Inter empatam em 1 a 1 na primeira partida da decisão do Gauchão Fernando Gomes/
Oscar marcou o gol de empate colorado em seu primeiro jogo após 47 dias afastado dos gramados Foto: Fernando Gomes

Ficou tudo para o Beira-Rio. Em um jogo movimentado, com aposta nos contra-ataques e boas trocas de passes, Inter e Caxias empataram em 1 a 1 na primeira partida da decisão do Gauchão 2012. Mateus marcou o gol do time da Serra e Oscar deixou tudo igual para os colorados. Devido ao gol marcado fora de casa, o time de Dorival Júnior joga por um empate em 0 a 0 no confronto do próximo domingo. Qualquer empate a partir de 2 a 2 o título estadual vai para a Serra. Se o placar terminar 1 a 1, a decisão vai para os pênaltis (não há prorrogação).

Em galeria de fotos, os lances do empate entre Caxias e Inter

Primeiro tempo

Movimentado, com toques rápidos e muitas jogadas de linha de fundo. Assim jogou o Caxias na etapa inicial. Do lado do Inter, chutões para a frente, falhas de posicionamento na defesa e no meio-campo e poucos tabelamentos com seu principal jogador: Oscar. Nei subia pouco ao ataque, Fabrício, da mesma forma. Bem marcado, Jô se posicionava na tentativa de fazer o pivô em uma possível chegada de Jajá — bem em campo. O substituto de Leandro Damião, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, pouco tocou na bola e facilitava o trabalho da defesa caxiense.

Sem nada a ver com os problemas do adversário, logo aos dois minutos de jogo, o meia serrano Wangler deu indícios de que seria o nome dos primeiros 45 minutos. Após uma boa jogada em profundidade, o atleta do Caxias recebeu passe de Vanderlei na cara de Muriel, mas na hora do arremate, se desequilibrou e a bola ficou fácil para Muriel. O Inter respondeu cinco minutos depois, com Jajá. Tinga tocou para Oscar na ponta direita e lançou o meia dentro da área. O jogador colorado ficou cara a cara com Paulo Sérgio, mas na hora do arremate chutou para fora. A chance foi tão boa que, ao bater na rede pelo lado de fora, alguns torcedores chegaram a gritar gol.

A verdade é que o Caxias se fechava bem atrás e atacava em bloco com Mateus, Wangler, Vanderlei e Caion. Foi em uma boa jogada do quarteto que o time do estreante Mauro Ovelha chegou ao gol. Após jogada de contra-ataque iniciada por Fabinho, a bola encontrou Mateus na entrada da área do Inter. Ele limpou a defesa colorada e chutou forte, no ângulo, sem chance para Muriel.

Segundo tempo

Inter voltou mais organizado no segundo tempo. Os volantes estavam mais próximos, conseguiam organizar a saída de bola. O Caxias, com a vantagem no placar, fechou-se no campo de defesa e apostou nos contra-ataques. O Inter tinha mais volume de jogo, se aproximava da área do Caxias, jogava em direção ao gol de Paulo Sérgio. Tinga e Jajá passaram a ditar o ritmo do jogo.

Acontece que o Inter tinha um trunfo que, até sexta-feira, era dúvida devido à burocracia do futebol brasileiro: Oscar. Com nome no BID da CBF, Dorival Júnior pôde contar com seu camisa 16. E ele mostrou a importância do investimento tanto do Inter quanto de seus advogados para tê-lo em campo no Centenário.

Aos 10 minutos, Muriel iniciou a melhor jogada do Inter na partida. E que resultou no gol de empate colorado. Após cobrança de escanteio, o goleiro colorado deu um chutão para o domínio de Jajá. O meia, próximo à linha de meio-campo, lançou Oscar. Na intermediária, o meia domina a bola, arranca na direção da área, dribla o zagueiro Lacerda e chuta no canto esquerdo de Paulo Sérgio.

Gol de empate do Inter. Gol que acordou a torcida colorada. Gol que apavorou o Caxias. Gol que mostrou o amor de Oscar pelo clube gaúcho: na comemoração, correndo em direção aos companheiros com o habitual "L" nos dedos (homenagem à esposa, Ludimila), o craque colorado chora, emocionado. Era seu primeiro jogo após 47 dias afastado dos gramados.

— O Caxias tentou jogar a vida deles e talvez a gente não estava fazendo da mesma forma. No segundo tempo entramos de uma maneira melhor, mais organizado, marcando mais — resumiu Muriel após a partida.

Como o 1 a 1 interessava ao Inter devido ao saldo qualificado — 0 a 0 no Beira-Rio a taça fica na Capital — o Caxias foi obrigado a atacar. E se abriu. Com isso o jogo voltou a ter intensidade dos dois lados. Aos 20 minutos, Vanderlei fez boa jogada pela direita ao passar por dois marcadores e cruzar para Caion. Muriel segurou firme. Aos 22, o Inter quase marcou o segundo: Oscar deixou Paraná para trás na ponta esquerda e cruzou para Jô. O centroavante cabeceou e Lacerda salvou em cima da linha. No rebote, João Paulo chutou na trave.

Caxias, melhor no primeiro tempo. Inter, melhor no segundo. O empate ficou de bom tamanho na primeira partida da decisão do Gauchão. Ainda que a vantagem do gol fora de casa seja importante para o time de Dorival Júnior, está tudo em aberto para o confronto decisivo, domingo que vem, dia 13, no Beira-Rio. Antes, o Inter encara o Fluminense, quinta-feira, no Rio, em busca da vaga nas quartas de final da Libertadores. A semana promete para os colorados.

CAMPEONATO GAÚCHO — FINAL — 1º CONFRONTO

CAXIAS (1)
Paulo Sérgio; Michel, Lacerda, Jean e Fabinho; Umberto, Paraná, Mateus e Wangler (Juninho); Vanderlei (Marcos Paulo) e Caion (Rafael Santiago). Técnico: Mauro Ovelha.

INTER (1)
Muriel; Nei, Bolívar, Índio e Fabrício; Sandro Silva, Guiñazu, Tinga (João Paulo), Oscar e Jajá (Gilberto); Jô. Técnico: Dorival Júnior

Local: Estádio Centenário, em Caxias do Sul
Arbitragem: Jean Pierre Gonçalves de Lima, auxiliado por Julio César Santos e José Franco Filho.
Gols: Mateus, aos 43 minutos do primeiro tempo. Oscar, aos 10 minutos da etapa complementar.
Cartões amarelos: Índio, Jô, Bolívar (I). Fabinho, Paraná, Umberto, Mateus (C)
Público: 12 mil pessoas
Renda: R$ 481 mil


VEJA TAMBÉM

     
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.