Relação estremecida

Confusão com Assis na loja do Flamengo vira caso de polícia

O desembargador Siro Darlan entrou com uma representação na 14ª DP contra o irmão de Ronaldinho

25/05/2012 | 12h21
Confusão com Assis na loja do Flamengo vira caso de polícia Juan Barbosa/Agencia RBS
Empresário e irmão de Ronaldinho Gaúcho está envolvido em polêmicas no Flamengo Foto: Juan Barbosa / Agencia RBS

A confusão armada por Assis, irmão e empresário de Ronaldinho Gaúcho, após levar camisas oficiais da loja do Flamengo sem pagar, virou caso de polícia. O desembargador Siro Darlan, que também é conselheiro do Fla, entrou com uma representação na 14ª DP (Leblon) contra Assis, segundo a "coluna de Ancelmo Gois", do "O Globo".

Ainda de acordo com a publicação, Siro afirmou que Assis levou 80 peças da loja do clube sem pagar por conta da dívida rubro-negra com o camisa 10. Depois de uma conversa com o vice de finanças Michel Levy, o empresário foi convencido a levar 25 camisas - que seria a cota destinada ao cartola. A atitude de Assis conseguiu piorar a relação entre os dirigentes do Flamengo e Ronaldinho.

A hipótese de venda ou rescisão do contrato do meia-atacante não é descartada. O Fla diz que deve R$ 2,5 milhões ao jogador, enquanto Assis afirma que o montante é de R$ 5 milhões.

 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.