Segurança

Modelo de segurança privada para a Copa das Confederações é apresentado em encontro no Rio

Responsável pela comissão de segurança pública de grandes eventos do Rio Grande do Sul também esteve presente

08/04/2013 | 11h54

Para planejar o esquema de segurança que será usado na Copa das Confederações e na Copa do Mundo, representantes da área se reuniram na última sexta-feira no Rio de Janeiro. O Encontro para Integração da Segurança Pública, Defesa e Segurança Privada discutiu, principalmente, os últimos ajustes para o torneio que acontece em junho deste ano.

O objetivo do evento foi divulgar o modelo de segurança privada que será empregado durante a competição, assim como na Copa do Mundo, e o planejamento da atuação da segurança pública nos seis estádios que receberão partidas da Copa das Confederações. Sérgio Henrique Silva da Silva, presidente da Comissão Estadual de Segurança Pública e Defesa Civil para Grandes Eventos (COESGE), representou o Rio Grande do Sul na reunião, que também contou com membros do Comitê Organizador Local (COL).

— Foi um encontro importante para que a gente apresentasse o Plano de Segurança para a Copa das Confederações da FIFA, junto com o Governo Federal, para as sedes, que conheceram as estratégias para desenvolvermos essa missão — afirmou o gerente geral de segurança do COL, Hilário Medeiros.

Entre os temas abordados estavam o processo de contratação de empresas de segurança privada, o emprego e a formação de profissionais de segurança com formação específica para grandes eventos.

— Não tivemos muitas dúvidas dos participantes, acho que o modelo já era conhecido. O que queriam saber era mais o momento em que serão empregados e os locais em que será desenvolvida nossa missão — acrescentou Medeiros.

 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.