Purgatório da bola

Começa a Divisão de Acesso do futebol gaúcho: conheça os clubes e o estilo do campeonato

Dezesseis equipes iniciam neste sábado a disputa por três vagas na Primeira Divisão

22/02/2014 | 15h09
Começa a Divisão de Acesso do futebol gaúcho: conheça os clubes e o estilo do campeonato Ronald Mendes/ Agência RBS/
Josiel já foi artilheiro do Brasileirão da Série A Foto: Ronald Mendes/ Agência RBS

Se Dante Alighieri escrevesse sobre o futebol gaúcho, talvez separasse os campeonatos estaduais em Paraíso, Purgatório e Inferno. O Paraíso é a Primeira Divisão, com o glamour da Dupla e jogos na TV para o mundo assistir. O Inferno é a Terceirona, que, neste ano, até limite de idade tem. O Purgatório é a Divisão de Acesso.

Para chegar ao Céu, é preciso passar por jogos encardidos, adversários duros, torcidas no alambrado e viagens longas, com ônibus e estradas nem sempre em boas condições. Dezesseis equipes começam a disputa neste sábado. Só três serão recebidas. E outras três caminharão para o cadafalso. As demais 10 terão que enfrentar tudo de novo em 2015.

Como guias desta disputa, estão atletas acostumados a visitar o Céu, com coleções de títulos no currículo. Como aprendizes, times e jogadores recém-promovidos. E como mestre, Josiel — que já viveu no Olimpo, como artilheiro do Brasileirão, em 2007. Quem sobe? Quem fica? Quem cai?

GRUPO A

Tupi: subiu ano passado para a Divisão de Acesso
Atual campeão da Segunda Divisão, o Tupi de Crissiumal conquistou, vai disputar pela primeira vez a Divisão de Acesso. Para conquistar o objetivo, a diretoria aposta em um grupo com 25 atletas, nomes garimpados em praticamente todos os rincões do Estado.
Técnico: Jair Galvão

Panambi: fundado há 10 anos, sempre jogou a atual Divisão de Acesso
Para a missão de chegar a 1ª divisão, o Panambi contratou jogadores experientes, como o zagueiro Márcio Nunes e o atacante Gavião. Mas uma das principais apostas é o uruguaio Collazo, meia que já disputou Libertadores pelo Peñarol.
Técnico: Lúcio Collet

Riopardense: fundado há quatro anos, sempre jogou na Divisão de Acesso
O Riopardense esteve perto do acesso na última edição do campeonato: chegou até a semifinal. Este ano o clube espera fazer melhor e chegar lá, para isso conta com um elenco formado por 23 atletas. Os principais atletas são o atacante Mexirica e o lateral Douglas.
Técnico: Edi Carlos

Canoas: caiu ano passado para a Divisão de Acesso
Rebaixado no último ano, o Canoas aposta em um grupo jovem na Divisão de Acesso. E o grupo de jogadores ainda está em formação. No elenco, joga o irmão de Yuri Mamute, o volante Peterson.
Técnico Cedenir Machado

Santo Ângelo: há 10 anos na Divisão de Acesso
Clube missioneiro mescla juventude com experiência no elenco. Os destaques do time são o goleiro Rafael Tieri, Wilian Nicoleti e o atacante Flávio Bala. São 23 atletas contratados, mais oito jogadores das categorias de base.
Técnico: Almir Fraga

União-FW: fundado em 2010, desde 2011 disputa a Divisão de Acesso
O União Frederiquense contratou jogadores que já atingiram o acesso em outras temporadas, caso de Jésum, que ano passado atuou pelo Aimoré e o atacante Zeferino, que já subiu com o Esportivo. Em 2012 clube ficou a uma vitória de subir para a primeira divisão.
Técnico: Nestor Simionato

Avenida: caiu em 2012
Com elenco formado pelos experientes atacantes Fernando Gaúcho e Clodoaldo, além do meia Maurício, o Avenida quer repetir a campanha de 2011, quando conquistou o acesso. O clube também aposta na comissão técnica: o treinador do time é Régis, ex-jogador do Inter.
Técnico: Régis Amarante

Inter-SM: desde 2012 na Divisão de Acesso
Com a dupla de ataque formada por Josiel, artilheiro do Campeonato Brasileiro pelo Paraná, em 2007 e Michel, campeão do Mundo com o Internacional em 2006, o Inter de Santa Maria vai tentar o retorno para a elite do futebol gaúcho.
Técnico: Badico

GRUPO B

Nova Prata: subiu da Terceirona
Após o vice-campeonato na Terceirona do ano passado, o Nova Prata tenta se manter na divisão intermediária do Campeonato Gaúcho. O time não tem muitos jogadores conhecidos. Rafael Gaúcho, de boa passagem pelo São Paulo-RG, é um dos nomes mais famosos da equipe.
Técnico: Everaldo Alves

Cerâmica: caiu ano passado
O objetivo do Cerâmica é o retorno imediato à Primeira Divisão. A equipe de Gravataí aposta em alguns atletas experientes, como os meias Maicom Sapucaia e Alejandro, além do atacante Cidinho, ídolo da torcida. O clube esbanja organização e é candidato a uma das três vagas.
Técnico: Gelson Conte

Santa Cruz: caiu ano passado
Depois da campanha que levou ao rebaixamento no ano passado, o Santa Cruz se reestruturou para sobreviver à divisão intermediária. Alguns jogadores experientes estão no elenco, como o zagueiro Teda, o lateral-direito Tiago Rannow e o centroavante Éder Machado — ambos presentes no título da Série A-2 do Brasil-Pel
Técnico: Tonho Gil

Glória: desde 2008 na Divisão de Acesso
Espelhado na campanha vitoriosa do São Paulo-RG em 2013, o Glória de Vacaria terá alguns personagens importantes do time de Rio Grande, para fugir da divisão intermediária após seis anos. Além do técnico Rudi, o gerente de futebol Aládio, o meia Carlos Alberto e o centroavante Alê Menezes estão no elenco.
Técnico: Rudi Machado

Marau: subiu no ano passado
O clube mais novo da competição teve sucesso já no primeiro ano, com a conquista da vaga na Terceirona de 2013. No elenco, alguns atletas conhecidos, como o goleiro William Lago, ex-Pelotas, e o meia Adílson, ex-União-FW.
Técnico: Vanderson Pereira

Riograndense: desde 1980 na Divisão de Acesso
Para tirar o clube de uma fila de mais de 30 anos, a direção buscou jogadores identificados com a cidade, como os atacantes Tiago Duarte, Giovani e Fabiano Veiga, o que deve formar um setor ofensivo bastante competitivo
Técnico: Luciano Corrêa

Brasil-Far há 14 anos na Divisão de Acesso
É apontado sempre como um dos favoritos, mas desta vez apresenta um plantel com menos caras conhecidas. Os mais famosos são Vainer, Ânderson Ijuí e Rafael Xavier
Técnico: Suca

Ypiranga: há dois anos na Divisão de Acesso
Dono do maior estádio do Interior, o Colosso da Lagoa, o Ypiranga tenta levar Erechim novamente ao convívio da elite do Estado. O time contratou o goleiro uruguaio Ortiz e trouxe também atletas com rodagem no interior, como o meia Jean Paulo e o atacante Folletti, ex-14 de Julho
Técnico: Leocir Dall'Astra

REGULAMENTO

A fórmula é a mesma do ano passado. No primeiro turno, as equipes do Grupo A enfrentam as do Grupo B. Os quatro primeiros avançam para as quartas de final, em partidas de ida e volta. O campeão se garante na primeira divisão. No segundo turno, os jogos são dentro da chave, mas os mata-matas permanecem idênticos, também classificando o campeão. Os dois vices disputam a terceira vaga.

Os clubes poderão incluir, em cada jogo, no máximo três atletas que tenham disputado jogos pela primeira divisão de qualquer estadual.

1ª RODADA

Sábado - 16h
Riopardense x Brasil-Far
Amaro Cassep

Domingo - 16h
Tupi x Cerâmica
Rubro Negro

Domingo - 16h
Canoas x Marau
Sady Schmidt

Domingo - 16h
União-FW x Santa Cruz
Vermelhão da Colina

Domingo - 17h
Avenida x Ypiranga
Eucaliptos

Domingo - 17h
Inter-SM x Glória
Presidente Vargas

Domingo - 19h
Panambi x Nova Prata
João Marimon Jr.

Domingo - 19h
Santo Ângelo x Riograndense-SM
Zona Sul

VEJA TAMBÉM

     
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.