Investigação

Procuradoria pede indiciamento do Barcelona por crime fiscal na contratação de Neymar

Clube será investigado por possíveis irregularidades na compra do brasileiro

Atualizada em 19/02/2014 | 10h5119/02/2014 | 10h10
Procuradoria pede indiciamento do Barcelona por crime fiscal na contratação de Neymar Josep Lago/AFP
Foto: Josep Lago / AFP

A procuradoria da Audiência Nacional, principal instância penal espanhola, pediu o indiciamento do Barcelona por crime fiscal na contratação de Neymar, informou uma fonte judicial.

— A procuradoria pede o indiciamento do Barça como pessoa jurídica por um delito contra a Fazenda publica cometido nos anos de 2011 e 2013 — destacou a fonte.

A procuradoria calcula a suposta fraude tributária em 9,1 milhões de euros, segundo a mesma fonte. A transferência do astro brasileiro de 22 anos do Santos provocou uma grande turbulência na Espanha depois que um sócio do Barça apresentou uma denúncia contra o presidente do clube por "apropriação indébita".

A aceitação da denúncia por um juiz da Audiência Nacional provocou a renúncia, em 23 de janeiro, do então presidente do Barcelona, Sandro Rosell.

VEJA TAMBÉM

     
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.