Crime

Zagueiro Paulão é vítima de ato racista da torcida do Grêmio no Gre-Nal 400

Volante Willians e meia D'Alessandro lamentaram ocorrido nas arquibancadas da Arena

Por: Luís Henrique Benfica
30/03/2014 - 18h23min
Zagueiro Paulão é vítima de ato racista da torcida do Grêmio no Gre-Nal 400 Bruno Alencastro/Agencia RBS
Na disputa com Riveros, Paulão foi alvo de racismo pela torcida do Grêmio na Arena Foto: Bruno Alencastro / Agencia RBS  

Paulão sentiu o peso do racismo quando deixava o gramado da Arena. Ao olhar para a torcida do Grêmio, viu que um grupo imitava o som de macacos. Numa resposta carregada de ironia, o zagueiro aplaudiu.

CRÔNICA: Inter vence o Gre-Nal 400 e abre vantagem na final do Gauchão
JOGO AO VIVO: reveja os lances do clássico 400 entre Grêmio x Inter
TABELA DO GAUCHÃO: confira todas as estatísticas do campeonato

Seu gesto desencadeou a ira de um torcedor, que descarregou impropérios:

— Paulão, tu é macaco. Tu é macaco.

— Que bonito. Esta é a tua contribuição para melhorar a sociedade — reagiu o jogador.

Paulão só se acalmou quando entrou no corredor que levava à sala antidoping. E sorriu ao receber um abraço do segurança Fernandão, do Grêmio.

O volante Willians era pura revolta ao comentar o ocorrido.

Indagado por uma repórter, teve com ela o seguinte diálogo:

— Um cara ali teve uma atitude racista — disse o volante

— O que ele fez? — indagou a repórter.

— Aquele gesto que todo mundo sabe o que é. U-hu. U-hu. Todo mundo sabe que quem faz isso é macaco. Torcida de m.. — desabafou Willians, antes de se afastar.

Informado sobre o ocorrido, D'Alessandro, que vinha logo atrás, lamentou:

— Coisa triste. Não tinha que ter acabado assim. Foi um jogo bonito.

/P>
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.