Empresário?

ESPN mostra documentos com participação de Dunga como agente de jogador em 2004

Técnico da Seleção Brasileira teria participado de negociação do meia Ederson

24/07/2014 | 16h18
ESPN mostra documentos com participação de Dunga como agente de jogador em 2004 VANDERLEI ALMEIDA/AFP
Foto: VANDERLEI ALMEIDA / AFP

A ESPN publicou em seu site uma reportagem em que mostra documentos da contratação do meia Ederson, então no RS Futebol Clube, pela Image Promotion Company (IPC), em 2004. Ao repórter Lúcio de Castro, o técnico Dunga negou participação no negócio, mas a documentação inclui recibos no valor de pouco mais de R$ 400 mil no nome da empresa Dunga Empreendimentos, Promoções e Marketing ltda pela mediação da transação. ZH tentou contato telefônico com o técnico da Seleção Brasileira, mas não obteve sucesso.

Dunga é apresentado e afirma: "Não podemos achar que somos os melhores"

Em 2004, o IPC adquiriu 75% dos direitos de Ederson, que foi repassado ao Nice, da França. A reportagem afirma que dois anos depois, em 2006, o grupo de investidores decidiu adquirir os 25% restantes. Na nota fiscal da transação, apresentada pela ESPN, Dunga aparece como autor do depósito de 575 mil dólares. O treinador alega que o valor foi um empréstimo ao IPC.

A ESPN vai além ao mostrar as relações entre Dunga e o IPC. Afirma que o endereço do grupo de investidores é o mesmo do World Champions Club (WCC), conhecida empresa de agenciamento de jogadores.

O técnico afirmou à reportagem que o WCC o agenciou em seus tempos de jogador, mas que hoje não tem relação com a empresa. Em seu site, porém, a WCC mostra Dunga como "um dos nossos últimos clientes".

A WCC assumiu a gestão do Queens Park Rangers, da Inglaterra, em 2004. Dunga atuou como dirigente do clube entre 2004 e 2006.

VEJA TAMBÉM

     
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.