Voltou

Apelidado de "Monstro" no PSG, Thiago Silva ganha outra chance na Seleção Brasileira

Zagueiro não era chamado para defender o país desde junho de 2015

17/09/2016 - 12h03min | Atualizada em 17/09/2016 - 12h03min
Apelidado de "Monstro" no PSG, Thiago Silva ganha outra chance na Seleção Brasileira Paul Ellis/AFP
Foto: Paul Ellis / AFP

Veloz, forte, com bom poder de antecipação, líder e capitão por onde passou. Descontrolado, inseguro e propenso a falhas em momentos decisivos. As características listadas nas duas frases parecem descrever dois jogadores diferentes, mas não é o caso. Todos se referem a Thiago Silva, um dos melhores zagueiros do mundo e, ao mesmo tempo, o defensor incapaz de replicar na Seleção o brilho de suas atuações na Europa. Agora, sob o comando de Tite, ele ganha mais uma chance de ser, com a camisa amarela, o "Monstro" (apelido que ganhou ainda nos tempos de Fluminense) que é no Paris Saint-Germain.

O retorno do zagueiro foi uma das seis novidades da segunda convocação de Tite à frente da Seleção. Além dele, o goleiro Alex Muralha, do Flamengo, o volante Fernandinho, do Manchester City, o meia Oscar, do Chelsea,  e os atacantes Douglas Costa, do Bayern de Munique, e Roberto Firmino, do Liverpool, foram chamados pela primeira vez pelo novo treinador. O grupo disputará os próximos dois compromissos do Brasil nas Eliminatórias, contra Bolívia e Venezuela, nos dias 6 e 11 de outubro.

Leia mais:
Tite diz que momento do Grêmio influenciou na ausência de Grohe: "Coletivo potencializa o individual"
Futebol na TV e outros esportes: confira a programação deste sábado
Após fim de acordo entre France Football e Fifa, premiação da Bola de Ouro sofre mudanças 

Desde junho do ano passado, quando falhou na eliminação brasileira diante do Paraguai, na Copa América, Thiago Silva está fora da Seleção. Na ocasião, a Seleção vencia por 1 a 0 e, em um cruzamento alto para a área, o zagueiro esticou o braço e fez um bloqueio de dar inveja aos centrais do time campeão olímpico de vôlei. Pênalti que deu o empate ao adversário e, depois, levou o jogo à decisão por pênaltis que eliminaria o Brasil.

Se fosse só aquele erro o problema não era tão grave, mas já havia a marca de uma Copa do Mundo malsucedida. Primeiro vieram as críticas pelo descontrole emocional nas oitavas de final, diante do Chile, em que não suportou ver a decisão por pênaltis e chorou copiosamente após a classificação. Depois, o cartão bobo ao atrapalhar a reposição do goleiro colombiano nas quartas, infração que o deixou de fora da fatídica semifinal contra a Alemanha. Com ele, talvez os alemães não tivessem tanta facilidade para enfiar sete gols no Mineirão.

Por pior que seja o retrospecto, não apaga a qualidade que mostra toda semana na França. Tanto que Tite fez questão de o contatar assim que assumiu a Seleção:

_ Uma das primeiras coisas que fiz foi ligar pro Thiago e pro Marcelo. Não para avaliar situações passadas, mas para conversar, saber da alegria e disponibilidade de voltarem. Os dois se mostraram felizes. O Marcelo falou da família, o Thiago falou que era o que ele mais queria. Em nenhum momento assegurei a convocação, mas queria saber a predisposição.

Aparentemente, o professor gostou do que ouviu. Resta saber se terá, do novo comandando, a qualidade que desfila pela Europa e nunca apareceu a serviço do Brasil.

Os convocados

Goleiros
Alisson (Roma-ITA)
Weverton (Atlético-PR)
Alex Muralha (Flamengo)

Zagueiros
Gil (Shandong Luneng-CHN)
Marquinhos (Paris Saint-Germain-FRA)
Miranda (Inter de Milão-ITA)
Thiago Silva (Paris Saint-Germain-FRA)

Laterais
Dani Alves (Juventus-ITA)
Fagner (Corinthians)
Filipe Luis (Atlético de Madrid-ESP)
Marcelo (Real Madrid-ESP)

Meio-campistas
Casemiro (Real Madrid-ESP)
Fernandinho (Manchester City-ING)
Giuliano (Zenit-RUS)
Lucas Lima (Santos)
Oscar (Chelsea-ING)
Paulinho (Guangzhou Evergrande-CHN)
Philippe Coutinho (Liverpool-ING)
Renato Augusto (Beijing Guouan-CHN)
Willian (Chelsea-ING)

Atacantes
Douglas Costa (Bayern de Munique-ALE)
Firmino (Liverpool-ING)
Gabriel Jesus (Palmeiras)
Neymar (Barcelona-ESP)

*ZHESPORTES


 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.