Coluna do Guerra

Guerrinha: "só mudou o técnico"

Por: Adroaldo Guerra Filho
19/09/2016 - 08h06min | Atualizada em 19/09/2016 - 08h36min
Guerrinha: "só mudou o técnico" André Ávila/Agencia RBS
Foto: André Ávila / Agencia RBS

Num jogo em que precisava estancar a falta de vitórias, dentro da Arena, o Grêmio repetiu tudo o que já vinha fazendo sob a batuta de Roger Machado: muita posse de bola, pouca agressividade e mais uma derrota, agora para o Fluminense.Fora da briga pelo título, longe do G-4, resta ao Tricolor, agora sob o comando do ídolo Renato Portaluppi, apostar na Copa do Brasil, para tentar resgatar um ano, até agora, abaixo da crítica.

Atropelada – Aconteceu o inesperado. Fora de casa, o Juventude derrotou o Mogi Mirim e, pelo empate do Ypiranga contra o Guarani, ficou com a última vaga na Terceirona. Agora, a equipe do técnico Antônio Carlos Zago vai encarar um mata-mata, que vale a mudança de turma e muita festa na Serra.

Arrancada – É proibido adiar. Cada dia mais assustado com o Z-4, o Inter enfrenta o América-MG, em Belo Horizonte, com a obrigação de iniciar uma arrancada para sair da encrenca em que se meteu. Verdade que o momento é delicado, mas já passou da hora da turma do técnico Celso Roth encontrar um jeito de reagir, fazer a sua parte e acalmar o seu aflito povo.

Guilhotina – Era quase pule de dez. Marcado na paleta pela Gaviões da Fiel, o técnico Cristóvão Borges não resistiu à derrota para o rival Palmeiras, sábado, no Itaquerão. Apesar de ter jurado que vai manter o auxiliar no comando, não é difícil adivinhar que o presidente do Corinthians vai fechar, em seguida, com Roger Machado.

Perguntinha

Renato Portaluppi vai botar o Grêmio nos trilhos?


Leia outras colunas do Guerrinha


 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.