Fórmula 1

Rosberg vence de ponta a ponta e reassume a liderança da F-1 

Mesmo com a ameaça de Ricciardo no final, Rosberg vence, volta para a liderança e bota pressão em Hamilton

Por: Lancepress
18/09/2016 - 11h07min | Atualizada em 18/09/2016 - 14h50min

Nico Rosberg venceu o GP de Cingapura de ponta a ponta, após uma corrida relativamente tranquila. O alemão chegou a ser ameaçado por Ricciardo no final da prova, mas não o suficiente para perder a vitória.

De quebra, o piloto da Mercedes reassumiu a ponta do campeonato, após ver Lewis Hamilton chegar apenas na terceira colocação.

Os brasileiros não foram bem, Felipe Massa fez um início de prova muito bom, mas a equipe errou em sua estratégia de pit stop e o brasileiro terminou em P12. Felipe Nasr fez tudo o que podia e conseguiu finalizar uma posição atrás de Massa, em P13.

A corrida

Na largada Rosberg se manteve a frente de Daniel Ricciardo e Lewis Hamilton também se manteve em terceiro. Raikkonen se subiu para a quarta colocação. Nico Hulkenberg tomou um toque de Carlos Sainz na largada e bateu no muro dos boxes, acionando o primeiro Safety Car da prova. Bottas teve um pneu furado e foi para os boxes e Button teve uma parte da asa dianteira danificada e também teve que ir aos boxes para fazer a troca.

Duas voltas depois, o Safety Car voltou para os boxes e a corrida foi reiniciadada. Na relargada, Rosberg abriu para Ricciardo, enquanto Hamilton tentava superar o australiano. Quem se beneficiou com a largada foi Fernando Alonso, o espanhol subiu de nono para a quinta colocação.

Por conta do toque com Hulkenberg, Sainz ficou com o carro avariado e tomou uma bandeira preta e laranja, obrigando o piloto a parar nos boxes para consertar a avaria. Nico Rosberg abria em relação ao Ricciardo que a mantinha uma diferença tranquila de Hamilton, que não conseguia se aproximar.

Na volta 16, Ricciardo e Hamilton pararam, o piloto da Red Bull colocou novamente pneus supermacios, enquanto Hamilton colocou pneus macios. Uma volta depois, foi a vez de Rosberg parar, o alemão colocou compostos macios também.

Na volta 18, começou uma batalha interessante: Verstappen fazia de tudo para passar Kvyat, para subir para a oitava colocação. Kvyat não vendia barato a posição e com isso, Massa se aproximava desta briga.

Hamilton reclamava de problema de freio, fato que o impedia de se aproximar de Ricciardo. Rosberg tinha o mesmo problema, mas conseguia virar tempos necessários para se manter à frente do piloto australiano.

Raikkonen se aproximava de Hamilton em busca do lugarzinho no pódio e o inglês insistia em reclamar dos freios.

No giro 33, Raikkonen fez uma bela manobra em cima de Hamilton e superou o inglês. No final da mesma volta, o finlandês foi para os boxes junto com Rosberg.

Uma volta depois, Hamilton foi para os boxes, com isso Raikkonen retornou para a terceira colocação. Bottas, depois de tanto sofrer com o carro, abandonou na volta 37.

Hamilton começou a se reaproximar de Raikkonen, o inglês não tinha engolido bem a ultrapassagem. A diferença dos dois chagou a ser de 4,5s, na volta 45 ficou menos de 2s.

Vettel que largou em último, já era o quinto, enquanto Hamilton voltava para os boxes e colocava pneus ultramacios. Uma volta depois, Raikkonen também parou e também colocou pneus ultramacios. A estratégia de Hamilton funcionou melhor, pois no retorno de Kimi para a pista, o inglês retornou para a terceira colocação.

Ricciardo também parou e colocou pneus supermacios e começou a se aproximar muito de Rosberg, há 10 voltas do fim. O australiano tirava cerca de 3 segundos por volta em relação ao alemão. Porém não foi o suficiente para o Ricciardo e Rosberg ficou com a vitória. Hamilton termina em terceiro.

Confira o resultado do GP de Cingapura:

1 – Nico Rosberg – Mercedes – 61 voltas
2 – Daniel Ricciardo – Red Bull-Tag Heuer – +0.488s
3 – Lewis Hamilton – Mercedes – +8.038s
4 – Kimi Raikkonen – Ferrari – +10.219s
5 – Sebastian Vettel – Ferrari – +27.694s
6 – Max Verstappen – Red Bull-Tag Heuer – +1:11s197
7 – Fernando Alonso – McLaren-Honda – +1:29s198
8 – Sérgio Perez – Force India-Mercedes – +1:51s062
9 – Daniil Kvyat – Toro Rosso-Ferrari – +1:51s557
10 – Kevin Magnussen – Renault – +1:59s952
11 – Esteban Gutierrez – Haas-Ferrari – +1 volta
12 – Felipe Massa – Williams-Mercedes – +1 volta
13 – Felipe Nasr – Sauber Ferrari – +1 volta
14 – Carlos Sainz Jr. – Toro Rosso-Ferrari – +1 volta
15 – Jolyon Palmer – Renault – +1 volta
16 – Pascal Wehrlein – Manor-Mercedes – +1 volta
17 – Marcus Ericsson – Sauber-Ferrari – +1 volta
18 – Esteban Ocon – Manor-Mercedes – +2 voltas

Não completaram
Jenson Button – McLaren-Honda
Valtteri Bottas – Williams-Mercedes
Nico Hulkenberg – Force India-Mercedes
Romain Grosjean – Haas-Ferrari


 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.