Indiferença

Após ser provocado por Bisping, Weidman diz: "Não me afeta"

Após vencer Dan Henderson, inglês disparou contra os adversários da categoria dos médios

Por: Lancepress
11/10/2016 - 18h41min
Após ser provocado por Bisping, Weidman diz: "Não me afeta" Josh Hedges/UFC
Foto: Josh Hedges / UFC

Depois de bater Dan Henderson, na luta principal do UFC 204, no último dia 8 de outubro, em Manchester, Michael Bisping fez questão de provocar rivais como Chris Weidman, Yoel Romero, Luke Rockhold e Ronaldo Jacaré, os quatro tops da categoria dos médios. E um deles se disse "envergonhado" com a provocação do inglês.

Após a vitória, Bisping criticou a inatividade de Weidman, que não luta desde dezembro, provocou Luke Rockhold e ainda cutucou Yoel Romero pelo flagra recente no doping e mais.

Leia mais:
Ultimate divulga cartaz oficial do UFC Nova York com seis astros
McGregor recebe multa de R$ 480 mil por vandalismo em coletiva
Dana White nega rumor sobre luta entre Anderson Silva e Georges St-Pierre

— Ele (Bisping) tinha aquilo na cabeça antes da luta e pensou: "depois que eu dominar Dan Henderson, vou pegar o microfone e desafiar esses quatro caras e dizer algumas coisas. Vai ser legal!" Mas ele não deveria ter feito aquilo quando mal venceu o número 14 no ranking... Pegar o microfone e desafiar os quatro tops da categoria como se tivesse feito algo impressionante... Realmente acho que Dan Henderson deveria ter sua mão erguida, então eu fiquei envergonhado por ele. Ele pode dizer meu nome um bilhão de vezes e me chamar do que quiser. Aquele cara não me afeta — declarou Weidman, em participação no programa The MMA Hour.

Chris Weidman encara Yoel Romero no UFC 205, dia 12 de novembro, em Nova York, em show que acontece no histórico Madison Square Garden. Além do confronto, o show conta com três disputas de cinturão.

*LANCEPRESS


 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.