Paixão Tricolor

José Augusto Barros: "Noite para virar a chave"

Por: José Augusto Barros
18/10/2016 - 08h07min | Atualizada em 18/10/2016 - 08h07min
José Augusto Barros: "Noite para virar a chave" André Ávila/Agencia RBS
Foto: André Ávila / Agencia RBS

Claro que a tarefa não é das mais simples: mudar o foco de competição na semana que precede o clássico mais importante do nosso futebol, o Gre-Nal, não é nada fácil. Ainda mais que o confronto com o coirmão é fundamental para que o Tricolor se mantenha com chances de G-6, em um momento que as forças estão extremamente equilibradas. Mas, mesmo assim, o jogo contra o Palmeiras, pela Copa do Brasil, tem que ser encarado como o mais importante do ano até o momento. Não tenho convicção de que temos muitas chances de título da Copa do Brasil, mas a mudança de ânimo e de atitude desde a chegada de Renato foi tão grande que começo a achar que há uma luz no fim do túnel.

Além de um bom estrategista, bom arrumador de defesa e motivador de jogadores em má fase, Renato tem sorte. A lógica no jogo contra o Santos apontava para uma derrota, tanto pela qualidade do adversário quanto pela nossa escalação. E o que aconteceu? O Grêmio não só teve boa atuação como conseguiu sair com o empate.

Se pudesse elencar uma prioridade, neste momento, faria exatamente como nosso treinador. Foco total na Copa do Brasil. Se terminarmos o ano sem vaga na Libertadores via Brasileirão, azar, é do jogo. Mas se ele escala o time titular em três jogos no espaço de uma semana, sempre vai ter alguém que vai dizer que este foi o culpado pela eliminação.

Leia outras colunas da Paixão Tricolor

Quatro jogos
E caso o Tricolor elimine o Palmeiras, um dos mais fortes times do país neste momento, ganha motivação para seguir adiante, e faltarão apenas quatro jogos para um tão sonhado título. Se o Grêmio ganhar a Copa do Brasil, Renato, que além de competência, tem sorte, merece um busto na Arena. 

*Diário Gaúcho

 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.