Wheeling

Menino caxiense é destaque em manobras radicais sobre rodas

Fernando Sacramento tem 11 anos e seu esporte favorito é praticado em uma moto

Por: Cristiano Daros
12/10/2016 - 08h06min | Atualizada em 12/10/2016 - 09h36min
Menino caxiense é destaque em manobras radicais sobre rodas Marcelo Casagrande/Agencia RBS
Fernando começou a praticar wheeling há um ano e já coleciona troféus Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS

Aos 11 anos, o caxiense Fernando Sacramento se difere das crianças da sua idade em um quesito muito particular: o esporte favorito. Ele não gostaria de ganhar como presente, hoje, uma bola ou um brinquedo. Fernando prefere um capacete, cotoveleiras ou qualquer outro acessório para motos.

— O barulho da moto é música para os meus ouvidos — afirma o menino.

Futebol e outros esportes nunca foram do seu gosto, diferente da sua relação com as duas rodas. Sempre que for possível, ele está em cima da pequena moto de 100 cilindradas. Nem que seja para percorrer cinco metros entre a pista e a torneira para tomar água.

Há um ano, Fernando se encantou pelo wheeling. Em português, o termo significa empinando. No entanto, é usado para definir a modalidade esportiva de manobras radicais em solo. Segundo a família, se pudesse, o menino viveria na pista da Ascave, na zona norte de Caxias, apenas treinando e aprendendo novas técnicas.

Para quem não conhece muito do esporte, todas as manobras têm alto grau de dificuldade. Ainda mais complicada é a que lhe rendeu prêmio em um campeonato de Caxias, no mês de maio: o Surf Ronnie 8. Em resumo, Fernando fixa o pé direito no banco e controla a moto com o esquerdo. E é uma das poucas crianças que faz isso no Brasil.

— Tem muito cara grande que não faz isso direito — brinca Fernando.

Se a dificuldade é alta, surpreende ainda mais ao saber que ele iniciou no wheeling há um ano. Mas sua história com duas rodas vem do berço. Fernando nasceu no dia 20 de maio de 2005, véspera de uma romaria dos motoqueiros ao Santuário de Caravaggio. O pai é piloto de trilhas (modalidade off-road) e o menino sempre esteve rodeado por motos. Tanto que ganhou a primeira aos quatro anos. Isso justifica tanta dedicação do garoto com o esporte.

— Tem uns fins de semana que o cara não sente tanta vontade de treinar, mas são poucos — afirma Fernando.

Aos 11 anos, Fernando é uma das poucas crianças a realizar a manobra Surf Ronnie 8 Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS

Como toda criança, ele sonha alto. Inspirado no francês Jorian Pomonareff, considerado o mago do wheeling, Fernando quer ser o melhor do mundo. Por isso, ele, praticamente, vive de moto. Quando não está treinando, está assistindo vídeos na internet ou jogando video-game. Os jogos? De motos. 

Em meio a isto, há a escola e o cuidado é alto. Não só da família. Fernando possui quatro patrocinadores (Reparadora Bica, RB Bianchi, Ribeiro Express e MA Acessórios) e caso não atinja a média, perde um apoiador. Estratégias para que ele não abdique da sua formação.

No próximo domingo, ele participa de uma etapa do Sul-Brasileiro de Wheeling, em Tarumã. A ansiedade já começou. E a calma só vem quando o motor de 100 cilindradas é acionado. Ou, para Fernando, quando dá seus primeiros acordes.


 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.