Série B

Na Fonte Nova, Brasil-Pel enfrenta o Bahia como "franco atirador"

Equipes entram em campo a partir das 21h30min

Por: ZH Esportes
14/10/2016 - 08h05min | Atualizada em 14/10/2016 - 08h06min
Na Fonte Nova, Brasil-Pel enfrenta o Bahia como "franco atirador" Jonathan Silva/Brasil-Pel,Divulgação
Ramon (C) terá novo companheiro de ataque nesta sexta, já que Felipe Garcia cumpre suspensão Foto: Jonathan Silva / Brasil-Pel,Divulgação

O Brasil-Pel entra em campo nesta sexta-feira, às 21h30min, de olho no mesmo objetivo do Bahia: o G-4 da Série B. Em oitavo lugar, os gaúchos estão apenas um ponto atrás do time treinado por Guto Ferreira, o sexto colocado. A diferença entre os adversários desta noite, na Arena Fonte Nova, é a maneira como cada equipe encara o desafio.

Se de um lado os baianos têm o elenco mais valioso da Série B — avaliado em 21,85 milhões de euros (pouco mais de R$ 77 milhões), segundo o site Transfermarkt —, o Xavante é o quarto mais modesto, com o valor do grupo estimado em 5,5 milhões de euros (quase R$ 19,5 milhões). Uma discrepância que faz o presidente rubro-negro Ricardo Fonseca transferir a responsabilidade para os donos da casa:

— O Bahia vem numa crescente muito grande, apostando tudo para subir à Série A. Eles sabem o quão importante é o acesso para a marca Bahia, por tudo que o clube representa no futebol brasileiro. Por isso, contratou jogadores importantes, tem time de nível Série A. O Brasil-Pel é o franco atirador neste jogo, mas qualquer escapada pode nos trazer o resultado.

Leia mais:
Confira a tabela de classificação da Série B
CBF vai organizar Campeonato Brasileiro de videogame
Contratado para ser opção durante a Série C, Micael comemora acesso e chance como titular do Juventude

Com 44% de aproveitamento como visitante no segundo turno, desempenho superior aos 22% alcançados no primeiro turno, o Brasil-Pel não se vê pressionado por bons resultados nas últimas rodadas na Série B.

— Estamos sem fazer pressão pela vaga na Série A. Se a continuidade nos levar ao acesso, ótimo. Mas não faremos uma loucura para alcançar isso. Existem equipes flutuantes na Série B, que conseguem ir e voltar para a Primeira Divisão. O Brasil-Pel ainda não atingiu esse patamar, de haver cobrança interna para subir — diz Fonseca.

No primeiro turno, ainda com o Bento Freitas inderditado, o Brasil-Pel venceu o Bahia por 2 a 1 no Centenário, em Caxias do Sul.

*ZHESPORTES


 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.