Copa do Brasil

Por vitória e classificação à semifinal, Juventude espera fazer jogo perfeito contra o Atlético-MG

Contra o terceiro colocado do Brasileirão, time alviverde precisa reverter desvantagem para chegar na semi

Por: Maurício Reolon
19/10/2016 - 06h10min | Atualizada em 19/10/2016 - 06h10min
Por vitória e classificação à semifinal, Juventude espera fazer jogo perfeito contra o Atlético-MG Porthus Junior/Agencia RBS
Clima descontraído na terça-feira, no último treino antes da partida Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

A tarefa alviverde é tão grandiosa quanto o poderio do adversário desta noite. Contra o Atlético-MG, terceiro colocado do Brasileirão, o Juventude precisará de uma atuação que esteja no limite da perfeição para conseguir avançar às semifinais da Copa do Brasil.

Após a vitória do Galo por 1 a 0 no primeiro jogo, no Mineirão, o time alviverde só estará na briga se vencer o rival em confronto a partir das 19h30min, no Estádio Alfredo Jaconi. O 1 a 0 a favor do Juventude leva a decisão para os pênaltis. A partir daí, só o triunfo por dois gols de diferença interessa. 

— A gente sabe da qualidade do Atlético. Mas, por jogar em casa precisamos ir atrás do gol. Temos que ter uma postura ofensiva, sem perder a organização — diz o centroavante Hugo Almeida. 

Hugo é o goleador da equipe alviverde na Série C e espera marcar diante do Galo Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

O camisa 9 é um dos que voltam ao time titular, após ser preservado diante do Boa Esporte, quando entrou apenas nos minutos finais. Além dele, os laterais Vidal e Pará, os zagueiros Klaus e Ruan Renato, o volante Wanderson, o meia Felipe Lima e o meia-atacante Roberson também retomam a titularidade. Para Hugo, o mais importante será entrar em campo ciente das dificuldades, mas com uma postura agressiva.

— É difícil, ainda mais por ser o Atlético, que tem um dos melhores grupos do Brasil. Mesmo assim, precisamos nos impor para ter chances de brigar pela vaga — afirma.

Destaque individual do time na temporada, Roberson chegou a acertar a trave no duelo do Mineirão e diz que o Juventude precisa ser praticamente perfeito para bater o Galo.

— Errando o mínimo já fica complicado, porque eles conseguem criar muitas chances. É fazer um jogo perfeito, não tem margem para erros. É aquele jogo para entrar desde o início muito ligado para evitar que o Atlético tome conta da partida e, quando a chance aparecer, fazer o gol — projeta Roberson.

O técnico Antônio Carlos Zago deve escalar Elias; Vidal, Klaus, Ruan Renato e Pará; Wanderson e Lucas (Vacaria); Wallacer, Roberson e Felipe Lima; Hugo Almeida.

 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.