Futebol internacional

Monaco faz 3 a 1 no Manchester City e classifica na Liga dos Campeões

Franceses levaram a melhor com gols de Mbappé, Fabinho e Bakayoko

Por: Lancepress
15/03/2017 - 18h50min | Atualizada em 15/03/2017 - 18h50min
Monaco faz 3 a 1 no Manchester City e classifica na Liga dos Campeões Pascal Guyot/AFP
Bakayoko fez o gol da classificação do Monaco  Foto: Pascal Guyot / AFP  

O ataque mais positivo da Europa novamente entrou em ação. No Stade Louis II, no Principado, o Monaco venceu o Manchester City por 3 a 1 e avançou às quartas de final da Liga dos Campeões. Mesmo sem Falcao García, a equipe jogou bem, principalmente na primeira etapa, e eliminou os Citizens de Pep Guardiola. Na ida, os ingleses haviam vencido por 5 a 3.

Agora, o Monaco espera o sorteio da próxima sexta-feira para saber quem será seu adversário nas quartas de final. Estão classificados: Bayern de Munique, Real Madrid, Barcelona, Leicester, Borussia Dortmund, Juventus e Atlético de Madrid. 

Leia mais:
Atlético de Madrid segura o Bayer Leverkusen e passa às quartas de final da Liga dos Campeões
Real Madrid quer brasileiro para substituir Pepe na zaga
Mario Gotze desfalca Borussia Dortmund pelo resto da temporada

O Monaco entrou com Germain na vaga de Falcao García, que não se recuperou de pancada no quadril sofrida no fim de semana. Contudo, o Monaco não sentiu falta do colombiano no primeiro tempo. Com boas jogadas e explorando o lado esquerdo de ataque, a equipe do Principado passou a levar muito perigo desde o início. 

A primeira chance veio com Mbappé, que obrigou Caballero a grande defesa. A equipe seguia atacando pela esquerda, principalmente com os avanços perigosos de Mendy. Sagna, do City, não dava conta.

E pelo setor o Monaco abriu o placar. O lateral chegou ao fundo, mas foi travado. Na sobra, Bernardo Silva bateu cruzado e Mbappé, na pequena área, guardou.

O City tinha muitas dificuldades para sair para o jogo, principalmente pela forte marcação de Fabinho e Bakayoko. De Bruyne e David Silva eram dominados pelos volantes do Monaco, deixando Agüero isolado. A falta de criatividade dos ingleses fez com que o time do Principado permanecesse no campo de ataque. E em mais uma jogada em cima de Sagna, Mendy cruzou rasteiro e Fabinho concluiu com precisão, para fazer o segundo gol.

O City voltou melhor no segundo tempo e foi mais presente na área. Nos primeiros 15 minutos, já havia feito mais que em toda etapa inicial. E passou a colecionar chances de gol. Sterling perdeu a sua, Sané jogou na rede pelo lado de fora. Mas a melhor dela saiu dos pés de Agüero, que Subasic fechou o ângulo e salvou o Monaco.

Sem sair para o jogo, o Monaco chamava o City para o seu campo. Com um ataque rápido pela frente, o time do Principado pagou caro por sua postura no segundo tempo. Em grande lance pela direita, Sterling cortou Mendy e chutou cruzado, Subasic fez grande defesa, mas Sané diminuiu no rebote.

O Monaco precisou levar um gol do City e ver a vaga escapar pelos dedos para sair para o jogo no segundo tempo. E não demorou muito para o poderoso ataque funcionar novamente.  Em cobrança de falta de Lemar, Bakayoko apareceu livre para vencer Caballero. 

Novamente com a vantagem que lhe interessava, o Monaco passou a cadenciar o jogo e viu o técnico Pep Guardiola nervoso à beira do campo. O comandante do City lançou Iheanacho na vaga de Clichy para tentar o segundo gol, que daria a vaga. No desespero, os Citizens não criaram lances de perigo, garantindo a vaga à equipe da casa.

*LANCEPRESS

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.