Gauchão 2017

Caxias quer responder de forma positiva, após derrota no jogo de ida da semifinal

Em outras duas derrotas, equipe grená conseguiu buscar vitórias no Estadual de 2017

Por: Cristiano Daros
21/04/2017 - 07h58min | Atualizada em 21/04/2017 - 07h58min
Caxias quer responder de forma positiva, após derrota no jogo de ida da semifinal Porthus Junior/Agencia RBS
Atacante Gilmar tem quatro gols no Gauchão e sempre em jogos decisivos Foto: Porthus Junior / Agencia RBS  

Outro ponto que serve de alento aos torcedores do Caxias para esta semifinal contra o Inter é a resposta positiva que o time sempre deu após as derrotas. Nas outras duas partidas em que perdeu no Gauchão de 2017, venceu o jogo seguinte, com o detalhe: eram partidas importantes. Mesmo que os colorados tenham a vantagem de 1 a 0, este é outro ponto que demonstra a clara possibilidade de reversão no domingo, 16h, no Estádio Centenário.

— Nada melhor que responder como num jogo assim, uma decisão. A dificuldade vai ser imensa, mas estamos jogando em casa e com apoio do nosso torcedor. É um jogo atípico. Tem a vantagem do gol qualificado, tem que marcar forte, mas tem que jogar para cima. Não tem outra forma de reverter o placar, se não for indo para cima do Inter, com ímpeto e muita vontade — acredita o centroavante Gilmar.

Leia mais:
Jean pode ser dúvida para decisão de domingo
Daniel Nobre Bins apita Caxias e Inter

O goleador grená está dentro desta curiosidade. A primeira derrota foi contra o Novo Hamburgo, na estreia e por 1 a 0. No jogo seguinte, ele marcou os dois gols na vitória sobre o Grêmio, por 2 a 1, no Centenário. Quando perdeu a segunda, para o Veranópolis e com o mesmo placar de 1 a 0, o time do técnico Luiz Carlos Winck ganhou o Ca-Ju, no Jaconi, por 1 a 0 e com gol de Gilmar. Será que esse retrospecto não criaria uma pressão sobre o centroavante para decidir esta semifinal?

— Não pesa de forma alguma. Quando faço gol, não é só o Gilmar que faz, é o grupo. Independentemente de quem marcar, o importante é o resultado e sair daqui classificado. Se eu fizer, vou ajudar o time e tenho certeza que meus companheiros vão procurar o gol também — responde ele.

O momento se difere um pouco dos outros resultados negativos. É uma decisão e contra um dos clubes grandes do Estado, muitos fatores podem pesar. O adversário vem confiante com a vaga conquistada nas oitavas de final da Copa do Brasil. Tenta chegar ao hepta Estadual. Para o camisa 9, resta a luta e a atenção para os detalhes que surgirão:

— Será um jogo com poucas oportunidades. Então, tem que estar bem atento para no momento que tiver condição de fazer o gol, colocar para dentro.


 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.