Indefinido

Consultor da Red Bull alerta que futuro da equipe na Fórmula-1 é incerto

Helmut Marko pediu que a categoria introduzisse uma fornecedora independente de motores para equipes 

Por: Lancepress
20/04/2017 - 21h09min | Atualizada em 20/04/2017 - 21h09min
Consultor da Red Bull alerta que futuro da equipe na Fórmula-1 é incerto JOSE JORDAN/AFP
Foto: JOSE JORDAN / AFP  

Helmut Marko, consultor da Red Bull, pediu que a categoria introduzisse uma fornecedora independente de motores para equipes o mais rápido possível, dizendo que o futuro da equipe no grid não está seguro.

A Red Bull pediu uma fornecedora independente de motores para a Fórmula-1 em numerosas ocasiões, especialmente quando, em 2015, teve dificuldades com a parceira da unidade de potência Renault.

Leia mais
Red Bull planeja "enorme" atualização para o GP da Espanha
Raikkonen admite demora à adaptação ao novo carro da Ferrari
Massa põe fim na polêmica com Verstappen: "É um cara legal"

Os chefes da F-1 estão atualmente trabalhando em planos para a fórmula do motor da categoria para além de 2020, com interesses chaves, incluindo uma queda nos custos e um aumento do som para a especificação em 2021.

Marko enfatizou que uma fornecedora independente de motores para as equipes é crucial para o futuro da categoria e para a Red Bull como uma equipe de corrida.

— O mais próximo deve ser 2021 para que uma fornecedora independente de motores entre na F-1. Isto é mais do que necessário e o motor tem que ser simples, barulhento e custando abaixo de 10 milhões — disse Marko.

— Estamos falando de um motor muito menos sofisticado do que temos agora. Um motor de corrida simples. Há empresas suficientes que poderiam fornecer. Então esperamos que os novos proprietários junto com a FIA possam encontrar uma solução no mais tardar ao final desta temporada. Se isso não acontecer, a nossa permanência na F-1 não está garantida — concluiu.

* Lancepress


 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.