Coluna do Pedro

Pedro Ernesto: "Jogo limpo"

18/04/2017 - 07h45min | Atualizada em 18/04/2017 - 07h45min
Pedro Ernesto: "Jogo limpo" Reprodução/Reprodução
Foto: Reprodução / Reprodução  

Não era só o futebol que precisava deste exemplo. Toda nossa sociedade estava carente de grande demonstração de honestidade. Estamos vivendo a Lava-Jato. Milhões de reais que foram roubados do povo por elementos agora desmascarados. 

Mas tem também as pessoas que compravam automóveis de luxo de uma quadrilha, recentemente presa, por R$ 12 mil. Não sabiam que era roubo? E os que usam drogas? Não são eles que alimentam os traficantes que formam quadrilhas? E os que colocam soda no leite?

Temos hoje uma sociedade que precisa muito do Rodrigo Caio. Sim, o talentoso zagueiro do São Paulo que não quis levar vantagem ilicitamente em lance em que ele pisou no goleiro, e o árbitro deu amarelo para o adversário. Ele praticou o jogo limpo.

Lição para todos

Que todos nós possamos bater no peito e elogiar Rodrigo Caio. Com a grande visibilidade do futebol, está dando um grande exemplo que Lula, FHC, Dilma Rousseff, Eliseu Padilha, Renan Calheiros, os Odebrecht e tantos de nós que vivemos fazendo pequenas falcatruas não damos. Rodrigo Caio, um jogador de futebol, nos dá ideia muito clara do que é ser honesto.

Jogo de regras

Sempre ensinei aos meus filhos que o futebol é uma escola de vida. Ele tem regras, e essas precisam ser cumpridas. Espero que no seio de nossa sociedade, na classe politica, empresarial ou qualquer outra, saibamos cumprir regras com dignidade. Que todos possamos usar o exemplo de Rodrigo Caio.

Leia outras colunas do Pedro Ernesto


 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.