Mais perto do topo

Federer já fala como nº 1: "Pensei que demoraria mais dois meses"

Com queda de Nadal em Montreal, suíço poderá assumir a liderança do ranking na próxima semana, em Cincinnati

Por: Lancepress
12/08/2017 - 08h16min | Atualizada em 12/08/2017 - 08h16min
Federer já fala como nº 1: "Pensei que demoraria mais dois meses" Minas Panagiotakis/Getty Images,AFP
Foto: Minas Panagiotakis / Getty Images,AFP  

Após obter a vaga na semifinal do Masters 1000 do Canadá, superando o espanhol Roberto Bautista Agut por um duplo 6/4 em Montreal, Roger Federer vibrou com seu desempenho e a possibilidade de assumir o posto de número 1 do mundo em Cincinnati, na próxima semana.

Com a derrota de Rafael Nadal nas oitavas de final, o número 3 do mundo pode ficar a 10 pontos do espanhol caso conquiste o título torneio canadense neste domingo. 

Leia mais:
Federer avança sem sustos à semifinal de Montreal
Tenista suíço completa 36 anos e recebe homenagem da ATP
Nadal e Federer estão de volta à briga pela liderança do ranking

Mesmo que não vença no Canadá, terá boas chances de retomar o posto que já foi seu por 302 semanas, recorde no tênis masculino.

— Jogar agressivo em Montreal dá resultados. Rafa teve a opção de ser número 1 nesta semana. Pensei que fossem necessários mais dois meses para poder brigar com ele, mas agora Rafa está fora, posso dar grandes passos até ele. Tudo depende jogar vem, devo me concentrar na minha próxima partida.

Neste sábado, Federer encara o holandês Robin Haase por uma vaga na decisão. A partida deve começar às 16h.

*ZHESPORTES

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.