Vai ter festerê

Herói do Mundial do Inter, Gabiru completa 40 anos: "Vou tomar um tango"

Meia que fez gol histórico contra o Barça promete festejar nesta sexta

Por: Lancepress
11/08/2017 - 17h47min | Atualizada em 11/08/2017 - 18h23min
Herói do Mundial do Inter, Gabiru completa 40 anos: "Vou tomar um tango" Ver Descrição/Ver Descrição
Foto: Ver Descrição / Ver Descrição  

Autor do gol da vitória sobre o Barcelona, em 2006, que deu ao Inter o título do Mundial, Adriano Gabiru completa 40 anos neste 11 de agosto. Para comemorar, o ex-jogador afirmou que o dia é para celebrar com um "tango". Mas engana-se quem pensa que ele vai festejar dançando o famoso ritmo argentino. Gabiru explica do que se trata:

Leia mais:
Milton conta que está tudo resolvido com Nenê, mas diz: "Perdeu espaço"
Inter x Londrina: tudo o que você precisa saber para acompanhar a partida
Botafogo x Grêmio: tudo o que você precisa saber para acompanhar a partida 

— Ah, hoje é dia de comemorar. Vou tomar um "tango". Um "toddynho". Ninguém é de ferro, não é? Tem que curtir e tomar uma cerveja pra comemorar — brincou o ex-jogador.

O ex-meia, que resolveu encerrar a carreira há pouco mais de quatro meses, quando estava no Tupi, de Crissiumal, contou que a rotina de jogador de futebol pesou para sua decisão. Morando atualmente em Curitiba (PR), conta que agora pode aproveitar muito mais a família. Ele mora com a esposa e três filhos.

— Chega uma hora que a gente cansa do futebol. Essa rotina de concentração, ficar longe da família, chega uma hora que não dá mais — contou Adriano, esbanjando muita simpatia.

Carlos Adriano de Souza Vieira, o Adriano Gabiru, nasceu em Maceió (AL), em 1977. Logo na sua primeira temporada como profissional, pelo CSA ele conquistou o campeonato alagoano de 1997. No ano seguinte, se transferiu para o Atlético-PR, onde permaneceu até 2004 e ganhou o Brasileiro de 2001 pelo Furacão, além de quatro estaduais.

Em 2006, foi contratado pelo Inter. Depois de chegar a ser vaiado em alguns jogos da temporada, Gabiru superou as críticas para entrar na história do Colorado com o gol heroico na final do Mundial contra o Barcelona.

Gol contra o Barcelona

"Nervoso todo mundo fica. Ansioso também. Eu não tinha nem sequer entrado no primeiro jogo. O time do Inter era muito bom, era complicado. Mas contra o Barça, eu tive a oportunidade de entrar. Mas eu sempre estive preparado. Então, quando eu entrei no jogo, acabei conseguindo fazer o gol e dar essa alegria para a torcida."

Momentos especiais na carreira

"Não só no Internacional, mas no Atlético-PR eu também vivi grandes momentos. Tenho muito carinho pelos dois clubes. Fui campeão brasileiro pelo Atlético-PR e mundial pelo Inter."

Gabiru hoje em dia

"Estou curtindo muito a família aqui em Curitiba. Mas eu não estou parado. Continuou mantendo a forma, estou magrinho ainda. Jogo um 'amadorzinho' sempre que chamam, e vou aproveitando a vida."

Pretensão para o futuro

"Apesar de eu ainda não estar fazendo nada para isso, quero um dia trabalhar como auxiliar-técnico. Mas eu tenho muita vontade de trabalhar com a garotada também. Meu filho de 13 anos joga nas categorias de base do Paraná. Canhotinho e bom de bola."

Amizade com Perdigão

"Eu e Perdigão costumamos fazer uns eventos hoje em dia. A gente chega no lugar, o pessoal tira umas fotos, coloca um churrasco, e a agente toma um "toddynho", "tango", "danone"... logicamente, porque ninguém é de ferro (risos)."

Leia outras notícias sobre futebol

*LANCEPRESS

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.