Número 1

Após Copa, Seleção teve 11 goleiros convocados

Tite chamou nesta sexta, pela segunda vez seguida, o trio Alisson, Ederson e Cássio. Goleiro da Roma foi quem mais jogou no período

15/09/2017 - 18h09min | Atualizada em 15/09/2017 - 18h09min
Após Copa, Seleção teve 11 goleiros convocados Lucas Figueiredo/CBF/Divulgação
Foto: Lucas Figueiredo / CBF/Divulgação  

A posição de número 1 da Seleção Brasileira foi uma das que mais tiveram jogadores chamados por Tite depois da Copa do Mundo de 2014, no Brasil. Confira quem são e as estatísticas de cada um.

Alisson, titular absoluto com Tite, foi quem mais atuou desde o fim da Copa de 2014 (contando com o período de Dunga). Foram 19 partidas ao todo do goleiro que defende a Roma.

Ídolo do Botafogo, Jefferson foi frequente nas convocações com Dunga, mas sumiu das convocações com Tite - ficou muito tempo lesionado. Ele atuou em 13 partidas pós-Copa.

Diego Alves, contratado este ano pelo Flamengo, foi o terceiro que mais jogou no gol da Seleção desde o fim da Copa de 2014. Foram três jogos até agora: dois com Dunga e um com Tite.

Weverton, goleiro do Atlético-PR e titular da Seleção na conquista dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, não foi chamado por Dunga, mas atuou duas vezes sob o comando de Tite.

grêmio, cruzeiro, copa do brasil, semifinal, maracanã, marcelo grohe
Foto: Fernando Michel / Lancepress

Marcelo Grohe, titular da meta do Grêmio, foi chamado tanto por Dunga quanto por Tite e entrou em campo duas vezes, ambas com o ex-treinador.

Alex Muralha, que atualmente é reserva no Flamengo, foi chamado por Tite, mas não chegou a entrar em campo pela Seleção.

Ederson, que transferiu-se no início desta temporada do Benfica para o Manchester City, parece ter boas chances de ir à Copa. Ele, que ainda não atuou, tem sido chamado por Tite para as  últimas partidas das Eliminatórias. Ele também foi convocado por Dunga

Cássio, do Corinthians, foi chamado nesta sexta pela segunda vez seguida por Tite. Ele foi campeão Brasileiro, da Libertadores e Mundial com o treinador no clube paulista.

Danilo Fernandes, do Internacional, foi chamado uma vez por Tite, para o amistoso de janeiro passado contra a Colômbia, mas não chegou a entrar em campo.

Goleiro do Inter Danilo Fernandes
Foto: Ricardo Duarte / Inter,Divulgação

Rafael Cabral, campeão da Libertadores pelo Santos em 2011 e atualmente no Napoli, foi chamado no período de Dunga, mas não entrou em campo.

Neto, que transferiu-se nesta temporada da Juventus para o Valencia, foi convocado por Dunga, porém não chegou a entrar em campo. 

*LANCEPRESS

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.