Só em 2020

Inauguração do novo estádio de Rams e Chargers sofrerá atraso de um ano

Obras em Inglewood, Califórnia, foram prejudicadas por mau tempo

18/05/2017 - 14h32min | Atualizada em 18/05/2017 - 14h40min
Inauguração do novo estádio de Rams e Chargers sofrerá atraso de um ano Los Angeles Rams / Divulgação/Divulgação
Novo estádio ficará pronto apenas em 2020 Foto: Los Angeles Rams / Divulgação / Divulgação  

A ida de Los Angeles Rams e Los Angeles Chargers para o novo estádio dos dois times na cidade de Inglewood, Califórnia, foi adiada em um ano. Nesta quinta-feira (18), foi anunciado que as obras estão atrasadas em função das chuvas na região. Com isso, a inauguração do estádio, prevista para 2019, só ocorrerá em 2020.

O Los Angeles Stadium at Hollywood Park (ainda sem um nome oficial) tem sido planejado nos últimos anos e terá um custo de US$ 2,6 bilhões — a capacidade será de 70 mil torcedores. A ida do Rams de St. Louis para Los Angeles foi confirmada em 2016, e a mudança do Chargers de San Diego foi oficializada em janeiro.

Leia mais:

Confira o ranking de longevidade dos técnicos da NFL
Seahawks analisa Kaepernick e RG3 como opções para a reserva de Wilson
Engenheiro da Harley-Davidson larga emprego para buscar sonho na NFL

Até 2019, os times jogarão em estádios provisórios. O Rams joga desde o ano passado no Los Angeles Memorial Coliseum, estádio de USC no futebol americano universitário.

Já a situação do Chargers é um pouco mais complicada. Como não conseguiu acerto com os grandes estádios da região, o time fechou um acordo com o pequeno StubHub Center, casa do Los Angeles Galaxy na MLS — o estádio tem capacidade para apenas 30 mil pessoas.

A inauguração não pode mais ter atrasos. O Super Bowl 55, marcado para 7 de fevereiro de 2021, será no novo palco. Teoricamente, um estádio tem que estar aberto há duas temporadas para receber a final, mas não está descartado que a NFL abra uma exceção.

*ZHESPORTES

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.