Volta sem erros

Felipe Massa quebra hegemonia da Mercedes e faz a pole na Áustria

Eufórico e sob flashes dos fotógrafos, o piloto brasileiro comemorou o resultado

21/06/2014 | 10h49
Felipe Massa quebra hegemonia da Mercedes e faz a pole na Áustria Samuel Kubani/AFP
Foto: Samuel Kubani / AFP

Quase seis anos depois de sair na frente e vencer de ponta a ponta o GP do Brasil, quando perdeu o título de 2008 por apenas um ponto, Felipe Massa voltou a conquistar uma pole na Fórmula-1. Em uma volta sem erros com o cronômetro zerado, o brasileiro quebrou a hegemonia das Mercedes e largará na frente neste domingo, às 9 horas, no GP da Áustria.

Leia e comente no blog da Fórmula-1

A Williams vinha tendo um bom desempenho desde os primeiros treinos livres, mas ainda aquém dos carros prateados de Lewis Hamilton e Nico Rosberg. Na última sessão antes da classificação, um sinal: Valtteri Bottas, companheiro de Felipe, terminou à frente.

Na classificação, Massa e Bottas não tiveram dificuldade para se garantir no Q3. Fizeram dobradinha atrás das Mercedes no Q1 no Q2. Na hora da decisão, Felipe errou na primeira tentativa, enquanto o companheiro, em uma ótima volta, liderava o treino.

Mas foi na última tentativa que Felipe conseguiu seu maior feito na Fórmula-1 nas últimas cinco temporadas e meia. Bottas errou. Hamilton, que já havia tido a primeira volta anulada por passar sobre a área de escape, rodou. E o brasileiro fez uma volta sensacional para confirmar a pole.

Ainda faltava Rosberg. Mas o alemão, na tentativa de baixar o ótimo tempo, também sucumbiu. A 16ª pole da carreira de Massa estava assegurada. Ao seu lado, largará Bottas, para delírio de Frank Williams. Depois de perder a hegemonia nas corridas no Canadá, a Mercedes agora não é mais 100% nas poles.

Um renascimento após tanto azar

Eufórico, Massa comemorou muito o resultado. Desceu do carro sob flashes dos fotógrafos e aplausos entusiasmados do público. A façanha marca o renascimento do brasileiro na categoria, após amargar resultados medianos desde que estreou pela Williams — em muito, pelo azar que lhe parecia incrustado.

Hoje, depois de muito tempo, Felipe conseguiu ser perfeito na pista e contar com aquilo que tanto comentei aqui no blog: sorte de vencedor. Depois de ser atingido por Sergio Pérez (Force India) e perder o quarto lugar no Canadá, ele merecia. Muito. Que sábado espetacular para o Brasil!

O grid

1º) Felipe Massa (Williams) — 1:08.759
2º) Valtteri Bottas (Williams)
3º) Nico Rosberg (Mercedes)
4º) Fernando Alonso (Ferrari)
5º) Daniel Ricciardo (Red Bull)
6º) Kevin Magnussen (McLaren)
7º) Daniil Kvyat (Toro Rosso)
8º) Kimi Räikkönen (Ferrari)
9º) Lewis Hamilton (Mercedes)
10º) Nico Hulkenberg (Force India)
11º) Sergio Perez (Force India)
12º) Jenson Button (McLaren)
13º) Sebastian Vettel (Red Bull)
14º) Pastor Maldonado (Lotus)
15º) Jean-Eric Vergne (Toro Rosso)
16º) Romain Grosjean (Lotus)
17º) Adrian Sutil (Sauber)
18º) Esteban Gutierrez (Sauber)}
9º) Jules Bianchi (Marussia)
20º) Kamui Kobayashi (Caterham)
21º) Max Chilton (Marussia)
22º) Marcus Ericsson (Caterham)

 

 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.