Versão mobile

Municípios gaúchos tentam se recuperar de estragos causados por vendaval

Mais de 40 mil residências estão sem energia elétrica

15/11/2007 - 18h12min
Municípios gaúchos tentam se recuperar de estragos causados por vendaval Raquel Heidrich/Agência RBS
Vendaval derrubou parte do telhado de uma indústria de tintas Foto: Raquel Heidrich / Agência RBS  
Porto Mauá, Boa Vista do Buricá, São Martinho, Nova Candelária, Campo Novo e Humaitá são alguns dos municípios que mais preocupam. A região sofreu por três vezes nos últimos dias com problemas climáticos.

No dia 20 de outubro, granizo. Onze dias depois, vendaval. Na última terça-feira, novamente, vendaval. Há corte no telefone, abastecimento de água e energia. Mais de 40 mil casas estão sem luz e deverão permanecer assim, pelo menos, até a noite, segundo a RGE. Apenas durante a madrugada o serviço deverá estar completamente restabelecido. O prefeito de Porto Mauá, Carlos Cesar Dinon, pede ajuda do governo do Estado.

Somente em Porto Mauá houve mil edificações danificadas. Dezenas de pessoas ainda estão em casas de parentes. Em Boa Vista do Buricá, os estragos também são grandes. A maioria das casas teve problemas. Comércio e empresas ainda tentam se recuperar.

Apesar de muitos municípios declarem situação de emergência, a Defesa Civil Estadual afirma que recebeu oficialmente apenas três decretos: Campo Novo, Humaitá e Nova Candelária. O tenente-coronel Marco Aurélio Forlin, sub-chefe da Defesa Civil no Estado, diz que os prefeitos não estão enviando o formulário de Avaliação de Danos, documento, segundo Forlim, fundamental para receber ajuda do estado.
 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.