Versão mobile

Iemanjá e Nossa Senhora dos Navegantes são homenageadas no sul do Estado

Festa umbandista começou ontem, em Rio Grande, e católicos se mobilizaram em Pelotas hoje

02/02/2008 | 09h38
Iemanjá e Nossa Senhora dos Navegantes são homenageadas no sul do Estado  Eduardo Beleske, Especial/
Procissão lotou praia de Cassino Foto: Eduardo Beleske, Especial
Milhares de pessoas se reuniram na noite de ontem na praia do Cassino, em Rio Grande, para a 33ª Festa de Iemanjá. Organizada pela União Riograndina de Cultos Umbandistas e Afrobrasileiros Mão Iemanjá, o evento é tradicional na orla do Cassino.

À meia-noite houve um espetáculo de fogos de artifício, seguido de rituais religiosos. Pratos típicos dos cultos umbandistas foram comercializados em tendas da entidade.

Na entrada da praia do Cassino, uma estátua de Iemanjá com mais de dois metros de altura saúda os visitantes desde 1976.

Na manhã de hoje, em Pelotas, depois da missa realizada na Igreja Sagrado Coração de Jesus, dezenas de fiéis deram início à procissão motorizada de Nossa Senhora dos Navegantes.

Do centro da cidade, a imagem partiu sobre um caminhão de bombeiros até a colônia de pescadores Z-3, na orla da Lagoa dos Patos. A chuva fina e a temperatura baixa espantaram o público.

Da colônia de pescadores, a imagem de Nossa Senhora dos Navegantes parte na procissão lacustre pela Lagoa dos Patos, onde se encontra com a imagem de Iemanjá, no balneário dos Prazeres. A união entre as festas católica e umbandista é tradicional em Pelotas.

VEJA TAMBÉM

     
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.