Versão mobile

Para Seu Filho Ler: dicas despertam consciência nas crianças

Mesmo sem ter idade para dirigir, os pequenos podem ajudar a deixar o trânsito mais seguro

08/03/2008 - 16h11min

Um dos problemas grave do Brasil é a falta de segurança no trânsito. Quem anda de carro e quem caminha pelas ruas muitas vezes se comporta de forma errada. Por causa disso, pessoas morrem ou ficam machucadas.

Crianças como você também sofrem com esse comportamento ruim. A cada ano, 2,5 mil meninos e meninas com até 14 anos morrem no país em acidentes de carro.

Cada vez que entra em um automóvel ou atravessa uma rua, você se torna parte do trânsito. Isso significa que, mesmo sem ter idade para dirigir, pode fazer várias coisas para deixar o trânsito mais seguro.

Para começar, você tem como tomar alguns cuidados simples para se proteger de acidentes. Mas não é só isso. Você também pode ajudar outras pessoas, contando a elas qual é a melhor maneira de se portar no trânsito e insistindo para que seus pais tenham sempre muito cuidado na rua e na estrada.



Seja um bom pedestre

— Caminhar na rua pode ser perigoso se você não prestar muita atenção em tudo ao seu redor. Se não fizer isso, você pode ser atingido por um carro que não viu.

— Se você tem menos de 10 anos, só atravesse de uma calçada para outra de mãos dadas com um adulto.

— Caso você seja mais velho do que isso, pode atravessar sozinho. Mas muito cuidado! Antes de atravessar, olhe para os dois lados várias vezes e só caminhe quando não houver nenhum carro por perto. Não tenha pressa.

— Tente atravessar sempre em uma faixa de pedestres, porque se você estiver nela os motoristas têm obrigação de parar e esperar você chegar do outro lado. Mesmo na faixa, tenha cuidado. Tem motoristas mal-educados que não respeitam a regra.

— Se houver uma passarela por perto, atravesse a rua por ela

— Muitas esquinas têm uma sinaleira para pedestre. Ela acende duas cores. Quando surgir o verde, você pode atravessar.

— Escolha sempre um lugar segura para atravessar a rua. Por exemplo: atravessar perto de cruzamentos ou em lugares muito movimentados é perigoso. Peça para o seu pai ou sua mãe acompanhar você nos trajetos que costuma fazer para eles mostrarem quais são os pontos seguros de atravessar. Faça sempre o mesmo caminho.

— Quando descer de um ônibus, vá para a calçada espere até ele se afastar antes de atravessar a rua

— Nunca atravesse a rua por trás de ônibus, carros, árvores e postes, porque motoristas em outros carros podem não ver você

— Caminhe sempre pela calçada e o mais distante o possível da rua. Mas tome cuidado com os portões das garagens. Um carro pode sair por eles.

— Se estiver chovendo ou escuro, coloque uma roupa de cor clara, para os motoristas enxergarem você bem. Peça para seu pai ou sua mãe roupa e sapato que brilhem no escuro.

— Se a bola com que você está jogando for parar na rua, não corra para buscá-lo. Peça ajuda a um adulto

— Calçada não é o lugar certo para jogar futebol ou brincar. Vá para lugares mais seguros, como parques, quintais e praças

Moto não é para você

— As motos são muito desprotegidas. Como elas não têm uma carroceria, como acontece com os carros, as pessoas podem ficar mais machucadas se acontecer um acidente. Não ande de carona em moto.

— Só aceite andar de moto se você tiver mais de sete anos e for muito necessário. Nesse caso, você tem de estar muito protegido. Use um capacete q e se segure com muita firmeza no piloto da moto.

— O capacete precisa ser do tamanho certo para a sua cabeça. Ele tem de ser confortável. Não pode ser apertado nem ficar solto, balançando. As tiras devem de ficar bem ajustadas debaixo do seu queixo.

Bicicleta só diverte com segurança


— Não tem nada mais legal do que ganhar uma bicicleta. Mas você precisa lembrar de uma coisa: bicicleta não é só um brinquedo, também é um veículo. Você tem de ter muito cuidado ao usá-la.

— Uma razão de a bicicleta — e também patins e skates — ser perigosa é que você pode machucar bastante a cabeça se cair. Tem criança que morre ou fica com problema para sempre por causa disso. A melhor coisa para se prevenir é usar capacete.

— Use outros equipamentos de segurança: joelheiras, luvas e munhequeiras.

— Seus pés devem alcançar o chão quando você estiver sentado na bicicleta.

— Prefira lugares próprios para bicicletas, em praças e parques. Não ande de bicicleta (nem de skate, patim ou patinete) em estacionamentos ou garagens, porque um motorista pode não ver você

— Aprenda os sinais de trânsito e os respeite. Pare em todos os sinais vermelhos.

— Antes de entrar em uma rua, pare e olhe bem para todos os lados.

— Olhe para trás e espere o trânsito que vem antes de virar em uma esquina.

— Guarde a bicicleta quando ficar escuro, porque o perigo aumenta. Com pouca luz, é importante ter material que brilha na roupa e na bicicleta.

— Deixe sua bicicleta sempre tinindo: os pneus tem de estar bem cheios, os freios precisam funcionar direito e as marchas devem ficar sempre bem ajustadas

Dentro do carro e bem protegido

— Você pensa que está bem protegido só por ficar dentro de um carro? Está muito enganado. Tem de cuidar muito na hora de viajar.

— Sente-se sempre no banco de trás, mesmo que ninguém mais esteja no carro além de você e do motorista. Pela legislação brasileira, só crianças com mais de 10 anos podem ir no banco da frente.

— Ao entrar no carro, coloque o cinto de segurança, mesmo se o passeio for curto. Muitos acidentes acontecem bem perto de casa e em velocidade baixa, por isso não dá para descuidar nunca.

— Antes de o carro partir, peça para um adulto conferir se você engatou bem o cinto. O veículo só pode arrancar quando todo mundo estiver de cinto.

— Confira se todas as crianças, inclusive você, estão no banco de trás e com cinto.

— Você tem um irmãozinho menor? Ele também vai atrás, mas em uma cadeirinha especial. Para criança pequena, é perigoso não usar a cadeirinha, porque os cintos são fabricados para pessoas grandes.

— Veja seu pai está usando uma cadeirinha certa. Elas mudam conforme o tamanho e o peso da criança. Lembre seu pais de que a cadeirinha nunca pode ir no banco da frente.

— Diga para o seu pai conferir se a cadeira de segurança está bem presa ao assento do carro, com o cinto de segurança. Ela não pode se mover mais de dois centímetros de um lado para o outro.

— O melhor é usar a cadeirinha até os 10 anos de idade. Bebês de até um ano precisam andar em uma cadeirinha chamada de bebê conforto, que fica com a frente virada para a traseira do carro. Crianças maiores usam cadeirinhas viradas para a frente.

— Você só deve usar o cinto de segurança quando tiver mais de 36 quilos e altura maior do que 1,45m, o que acontece perto dos 10 anos. O cinto precisa ser de três pontos, aquele que circula a barriga e também tem uma faixa que vai do ombro até a cintura

— Nunca sente no colo do pai ou de outro adulto, mesmo se ele estiver com o cinto

— Não viaje de pé nem coloque o braço para fora da janela. Já pensou se um carro passa depressa do lado e acerta você?

— Nunca viaje na caçamba de uma caminhonete ou de outro veículo parecido.

 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.