Versão mobile

Duração do efeito do álcool varia conforme a pessoa

Uma noite de sono pode ser insuficiente para livrar motorista das punições da lei de tolerância zero

26/06/2008 | 04h18
Ao apresentar álcool no sangue após tombar um trator 11 horas depois de ter bebido, segundo alegou, um motorista de Vacaria chamou a atenção na terça-feira para o tempo necessário à desintoxicação do organismo.

> Tire dúvidas: tolerância zero à bebida alcoólica

Especialistas dizem que esse período varia conforme fatores como o metabolismo de cada pessoa, a quantidade e a velocidade de consumo. Excessos cometidos em uma noite podem ser flagrados pelo bafômetro no dia seguinte.

O tombamento do veículo provocou a morte do adolescente Josué dos Santos Lima, 15 anos. De acordo com a nova lei de tolerância zero à embriaguez ao volante, em vigor no país desde sexta-feira, o condutor foi preso em flagrante.

Conforme o psiquiatra Flavio Pechansky, do Centro de Pesquisa em Álcool e Drogas da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), casos como o relatado pelo condutor do trator não são impossíveis. Durante o sono, a taxa de eliminação de álcool do organismo é a mesma do que em alerta.

- É possível beber álcool na noite anterior e, mesmo horas depois, ainda apresentar alcoolemia positiva - afirma o especialista.

O tempo de depuração vai depender da quantidade consumida pelo motorista. Quem bebe uma lata de cerveja, por exemplo, por prudência deve esperar duas horas antes de guiar - valendo o mesmo para uma taça de 150 mililitros de vinho ou uma dose de destilado (cerca de 50 ml). Quem atinge níveis elevados de embriaguez, porém, pode manter-se em condição irregular para dirigir por bem mais tempo.

O psiquiatra Sérgio de Paula Ramos acredita que, para o bafômetro apontar a presença de álcool 11 horas depois de encerrado o consumo, é necessário tomar uma grande quantidade de bebida - a ponto de causar uma embriaguez intensa. Outra possibilidade é a existência de algum dano hepático - o que também pode tornar mais lenta a eliminação do álcool do organismo.

Ramos afirma que não há estratégia capaz de eliminar mais rapidamente o álcool do sangue - embora beber moderada e pausadamente ajude o fígado nessa tarefa.

Polícia Civil libera motorista flagrado embriagado na 101

Um caso, ocorrido terça-feira na BR-101, mostrou que a lei provoca dúvidas até mesmo entre policiais. Após prender um motorista embriagado em Osório, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) viu o infrator ser liberado pela Polícia Civil. Ao fazer o teste do bafômetro, segundo a PRF, o motorista apresentou índice de 0,75 miligramas por litro de ar expelido dos pulmões. O delegado Jorge Roberto Melgar disse que não foi informado sobre o caso, mas acredita que o plantonista tenha ficado em dúvida sobre como proceder no caso.


Clique abaixo e confira uma simulação dos efeitos do álcool no motorista:

Notícias Relacionadas

25/06/2008 | 20h44

Lei de tolerância zero de álcool para motoristas causa dúvidas

Quem fiscaliza afirma que condutor não pode consumir bebida alcoólica

25/06/2008 | 04h08

Beber e dirigir já multou mil no Estado em 2008

Se nova lei que zera o limite de consumo de álcool ao volante estivesse em vigor, eles poderiam ser presos

24/06/2008 | 21h36

Tire dúvidas: tolerância zero à bebida alcoólica

Nova lei que proíbe ao motorista a ingestão de qualquer quantidade de álcool

24/06/2008 | 03h46

Rio Grande do Sul larga na frente na repressão a motoristas

Até segunda, Estado concentrou 31,6% das prisões por embriaguez nas estradas federais

23/06/2008 | 03h57

Prisões por embriaguez vão gerar confusão, diz PRF

Entrevista: Alessandro Castro, Chefe da Comunicação Social do órgão

23/06/2008 | 03h52

Polícia teve ajuda da população na fiscalização a motoristas embriagados

Em pelo menos dois casos, condutores avisaram sobre carros andando em ziguezague

22/06/2008 | 21h49

Lei de tolerância zero ao álcool prende pelo menos 45 no RS

Muitos motoristas detidos pagaram fiança para responder processo criminal em liberdade

21/06/2008 | 05h39

Recusar o bafômetro é infração gravíssima

Nova legislação prevê multa de R$ 955 e suspensão do direito de dirigir por um ano a quem se negar a fazer o teste

19/06/2008 | 05h01

Lula deve sancionar lei de tolerância zero ao álcool

Quem tomar qualquer dose da bebida alcoólica e dirigir pode ser multado

 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.