Versão mobile

Ana Pellini terá 15 dias para responder ação de cinco ONGs

Justiça pode protocolar pedido de afastamento da presidente da Fepam

12/08/2008 - 15h32min
O juiz Eugênio Terra estabeleceu nesta terça-feira um prazo de 15 dias para que a presidente da Fundação Estadual de Proteção Ambienta (Fepam), Ana Maria Pellini responda à ação judicial proposta por cinco ONGs. Eles afirmam que Ana está pressionando os técnicos da fundação para que apressem a liberação de licenças nos mais variados setores. De acordo com a ação, Ana não estaria preocupada com eventuais erros nas liberações.

Ana Pellini assumiu a Fepam em abril de 2007, em meio a polêmica em que as empresas de silvicultura reclamavam da demora no processo de liberação das licenças. Hoje, no Palácio Piratini, a assinatura da contratação e nomeação de servidores para a Secretaria do Meio Ambiente, no início da tarde, virou um ato de desagravo contra Ana Pellini.

Em defesa, durante seu discurso, Ana se defendeu:

— Quando a sociedade está conseguindo consolidar uma democracia, uma minoria está querendo voltar a exercer uma ditadura, agora, com a forma de ditadura ambiental. Os personagens são sempre os mesmos.

Na cerimônia, Ana foi defendida pelo secretário de Meio Ambiente, Carlos Otaviano Brenner de Moraes. O secretário ressaltou a agilidade no processo, e não uma facilitação.

O juiz Eugênio Terra considerou ainda que seria cabível o pedido de afastamento da presidente da Fepam, mas adiou a decisão até que ela apresente a sua defesa. A governadora Yeda Crusius também defendeu Ana, e ironizou durante discurso a exposição a que a presidente da Fepam está sendo submetida.

 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.