Versão mobile

Países ampliam gastos para conter crise financeira

Participantes do G-20 estão recorrendo a cortes de impostos e injeções de recursos públicos na economia

09/11/2008 | 14h46
Países ampliam gastos para conter crise financeira   Sebastião Moreira, EFE/
Lula defendeu maior regulação dos mercados financeiros internacionais Foto: AEgaleria de fotos
Para amenizar o efeito da crise financeira sobre a economia real, os países participantes do G-20 estão recorrendo a cortes de impostos, aumento de transferências governamentais e injeções de recursos públicos na economia — um arsenal conhecido como política fiscal anticíclica.

É a mesma linha defendida no sábado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva em seu discurso, ao afirmar que não interromperá as obras de infra-estrutura previstas no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Também podem ser incluídas na lista medidas já adotadas pelo governo brasileiro, como a injeção de mais recursos na agricultura e na construção civil.

Abrir os cofres públicos para combater a crise foi uma receita presente em quase todos os relatos feitos ontem, o primeiro dia de discussões da reunião de ministros de finanças e presidentes de bancos centrais do G-20.

Acordo

Houve, porém, quem alertasse para o risco de o entusiasmo com políticas fiscais generosas resultar em outra bolha. A Rússia, por sua vez, veio com uma proposta inovadora para evitar a repetição da crise: criar uma espécie de acordo de Maastricht mundial.

O acordo de Maastricht é o que estabeleceu padrões comuns para as finanças dos países integrantes da União Européia. Para fazer parte do bloco, os europeus precisam manter indicadores como inflação e dívida pública dentro de determinados limites.

Para os russos, o ideal seria adotar padrões de qualidade para o mundo inteiro, com regras e supervisão para todos os países, de forma obrigatória. Quem não fizesse parte do acordo teria limitado seu acesso ao fluxo internacional de capitais. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Saiba mais sobre a crise:


Notícias Relacionadas

08/11/2008 | 20h02

Comércio global cairá pela primeira vez em 27 anos, diz Banco Mundial

Problemas no mercado de crédito causaram "impressionante" retração, segundo Roberto Zoellick

08/11/2008 | 17h32

Economista destaca bom momento da diplomacia brasileira na mediação do G-20

Virgílio Arraes disse que encontro subsidiará posicionamento do G-7 sobre a conjuntura econômica

08/11/2008 | 08h19

Emergentes usarão G-20 para buscar poder no cenário econômico global

Brasil, China e Índia querem ganhar espaço e reorganizar o atual sistema

08/11/2008 | 04h39

Com a crise, RS deve ter uma das menores áreas de soja nas últimas cinco safras

De acordo com a Emater, a expectativa é de que sejam semeados 3,796 milhões de hectares

07/11/2008 | 18h08

Barack Obama apresenta prioridades do futuro governo para enfrentar a crise

Presidente eleito dos EUA deu sua primeira entrevista coletiva depois das eleições

07/11/2008 | 08h51

Capitais devem cortar gastos por causa da turbulência

Reflexos da crise devem afetar custeio das administrações municipais

VEJA TAMBÉM

     
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.