Versão mobile

RS é um dos Estados que mais perdeu participação no PIB nacional

Dados foram divulgados nesta sexta-feira pela IBGE

14/11/2008 - 10h50min
São Paulo e Rio Grande Sul foram os Estados que mais perderam participação no PIB nacional entre 2002 e 2006: de 34,6% em 2002 para 33,9% em 2006 (SP) e de 7,1% em 2002 para 6,6% em 2006 (RS). São Paulo recuperou-se ligeiramente em 2005, sem retornar ao patamar de 2002. Já o Rio Grande do Sul retraiu-se em 2004 e 2005, quando uma forte seca, conjugada à queda de preços dos grãos, reduziu sua participação. O mesmo ocorreu no Paraná, em 2005.

Os dados foram divulgados nesta sexta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), através da pesquisa Contas Regionais de 2006.

A situação gaúcha

Em 2006, o Rio Grande do Sul reduziu pelo terceiro ano sua participação no PIB nacional (7,3% em 2003, 7,1% em 2004 e 6,7% e 6,6% em 2005 e 2006, respectivamente).

Embora a agropecuária tenha avançado 3% em relação a 2005, voltando ao patamar do início da série (11% da agropecuária nacional), a indústria e os serviços ainda não voltaram ao patamar alcançado no início da série, 7,5% em 2002 contra 6,5% em 2006 (indústria) e 6,8% contra 6,3% em 2006 (serviços).

Brasil

Quase 80% do PIB brasileiro são provenientes de apenas oito das 27 unidades da federação: São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Paraná, Bahia, Santa Catarina e Distrito Federal, mas essa concentração reduziu-se em 1% (ou R$ 23,7 bilhões) entre 2002 e 2006. Nesse período, a região Norte elevou em 0,4% sua participação no PIB do país, enquanto o Sul recuou em 0,6%.

O Distrito Federal continua tendo o maior PIB per capita (R$ 37,6 mil), quase o triplo da média nacional (R$ 12,688) e bem à frente de São Paulo (R$ 19,548), Rio de Janeiro (R$ 17.695) e Rio Grande do Sul (R$14,310).
 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.