Versão mobile

Pelas Ruas: cão fica preso no Arroio Dilúvio

Animal corria risco de morrer afogado em caso de chuva

18/02/2009 - 08h42min | Atualizada em 18/02/2009 - 11h01min
Pelas Ruas: cão fica preso no Arroio Dilúvio Ronaldo Bernardi/
Tentativas de fuga do local resultaram infrutíferas Foto: Ronaldo Bernardi  

Um cão preto pequeno tentava desesperadamente sair do Arroio Dilúvio, em Porto Alegre, na manhã desta quarta-feira. Ele estava ilhado em um banco de areia entre a passarela da PUCRS e a Rua Professor Cristiano Fischer, há pelo menos três dias, conforme relata Renato Crestani, 37 anos.

— Ele fica caminhando de um lado para o outro. Bota as patas nas pedras (do muro na beira do arroio) e tenta impulso para sair. Se chover, ele morre.

Crestani passou pelo local às 9h de domingo, às 7h30min de segunda-feira e às 7h30min desta quarta-feira, para ir do bairro Cristal ao trabalho, que fica perto da PUCRS. O cão estava sempre lá.

Crestani contou ter telefonado à prefeitura no domingo para que o cachorro fosse recolhido, sem resultado. Às 8h48min de hoje, o Corpo de Bombeiros prometeu que enviaria uma viatura para fazer o resgate do animal.

Os bombeiros chegaram ao local depois das 9h. Por volta das 9h30min, o cão tinha sido resgatado.

Aguarde para ver o vídeo e fotos do resgate.


Veja outras matérias do Pelas Ruas:

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.