Versão mobile

MEC estuda vestibular único para as universidades federais

Enem pode se tornar a fase inicial dos concursos das instituições

12/03/2009 - 04h56min
O Ministério da Educação estuda uma proposta que, se aprovada, irá mudar radicalmente os vestibulares das universidades federais. Segundo a sugestão em debate, as 55 instituições seriam estimuladas a aplicar um mesmo teste para selecionar seus novos alunos. Uma das alternativas é que o Exame Nacional de Ensino Médio (Enem) seja a primeira fase do concurso.

A ideia, segundo o ministro da Educação, Fernando Haddad, é induzir mudanças no Ensino Médio. Ele argumenta que, se os processos seletivos passarem a exigir do aluno mais capacidade analítica do que informações decoradas, o Ensino Médio será automaticamente redirecionado para esse foco.

O ministro ficou de se reunir com reitores para discutir alternativas com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), que realiza as avaliações federais como o Enem e o Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade). As mudanças poderiam ser testadas primeiro em alguns cursos para depois serem estendidas aos restantes.

Segundo Haddad, o Ministério da Educação teria um caráter de “indutor’’ das mudanças no vestibular, já que a pasta não pode interferir na autonomia das universidades. Ele afirma, porém, que, se as federais mudarem seus exames de admissão, conseguirão influenciar toda a educação superior.

— Hoje, os vestibulares são todos muito parecidos e muito ruins — afirmou o ministro a uma plateia composta principalmente por dirigentes das federais.

O ministro reconhece um obstáculo. Ele considera “compreensíveis” as preocupações de que a utilização de um exame único desestimule as escolas de Ensino Médio a apostar em conteúdos específicos.

A Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes) disse que está disposta a discutir mudanças.
 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.