Versão mobile

Menina de 11 anos estuprada pelo padrasto dá à luz em Iraí (RS)

Com 2,8 quilos e 45 centímetros, a filha nasceu de cesárea, por volta das 11h15min desta quarta-feira

11/03/2009 | 19h34

A menina de 11 anos que engravidou depois de ser abusada sexualmente pelo padrasto, em Iraí, deu à luz nesta quarta-feira. Com 2,8 quilos e 45 centímetros, a filha nasceu de cesárea, por volta das 11h15min, no Hospital Santo Antônio, em Tenente Portela, no noroeste gaúcho.

As duas passam bem. Segundo o ginecologista e obstetra Claudio José Furini, que fez o parto, o nascimento não foi prematuro, pois a gestação já passava dos oito meses. Apesar do corpo franzino da menina-mãe, a equipe médica cogitou a possibilidade de fazer parto normal. Diante da falta de dilatação adequada para o procedimento, optou-se pela cirurgia na manhã de ontem, quando a bolsa se rompeu.

— Sob o ponto de vista médico, está tudo ótimo com a mãe e com a filha. A menina parece feliz com a maternidade, já pegou o bebê no colo — disse o médico.

Denunciado por estupro, o padastro está no Presídio Estadual de Iraí desde terça-feira, quando se apresentou à polícia. O pedreiro de 51 anos deve aguardar pelo julgamento preso. A apresentação do acusado, que tinha prisão preventiva decretada pela Justiça e estava foragido havia uma semana, foi combinada entre sua advogada e o delegado Antônio Maieron, para evitar que ele fosse agredido pela população.

Notícias Relacionadas

10/03/2009 | 11h49

Pedreiro que abusou sexualmente de filha adotiva se apresenta à polícia em Iraí

Menina está grávida e internanda em hospital de Tenente Portela

05/03/2009 | 20h43

MP denuncia padrasto por estupro de menina em Iraí

A menina está grávida, internada em um hospital de Tenente Portela

04/03/2009 | 22h35

Em Iraí, uma menina de 11 anos está grávida

Criança teria sido estuprada pelo padrasto e está no sétimo mês de gestação

VEJA TAMBÉM

     
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.