Versão mobile

Incêndio provoca pane de internet e telefone na Capital

Serviço deve ser consertado até o final da manhã de segunda-feira

31/05/2009 | 19h16
Incêndio provoca pane de internet e telefone na Capital Ronaldo Bernardi  /
Incêndio foi controlado rapidamente pelo bombeiros Foto: Ronaldo Bernardi

Um incêndio na manhã deste domingo destruiu salas do 17º andar do tradicional prédio da empresa de telefonia Oi, localizado na esquina das avenidas Borges de Medeiros e Salgado Filho, e causou uma pane nos serviços de telefonia e internet da operadora.

Você foi afetado pela pane na telefonia e na internet no final da tarde deste domingo? Envie seu relato

A Brasil Telecom, que vem utilizando a marca Oi desde o dia 17 de maio no Rio Grande do Sul, afirmou que os sistemas devem ser consertados até o final da manhã de segunda-feira.

O fogo iniciou por volta das 11h e atingiu o refeitório e a academia de ginástica do prédio. Naquele momento, funcionários de uma empresa realizavam a manutenção do ar-condicionado. Cinco pessoas que estavam com dificuldades de sair do prédio foram socorridas pelos bombeiros. Ninguém ficou ferido.

Inicialmente, a empresa havia informado que o incêndio não havia afetado os serviços, mas, em nota oficial, a Oi informou que o fogo afetou parcialmente a rede na Capital e na Região Metropolitana. Segundo a empresa, equipes de emergência foram deslocadas para solucionar os problemas, e o serviço deve ser restabelecido progressivamente a partir das 20h deste domingo.

A Oi tem 500 mil assinantes de internet de banda larga no Rio Grande do Sul, 2 milhões de clientes em telefonia fixa e 1 milhão de linhas de telefonia celular.

O que foi afetado

- Serviços de telefones de emergência, 192 (Samu), 190 (Brigada Militar), 193 (Bombeiros) e 181 (Polícia Civil).

- Serviços da prefeitura, como EPTC (118) e Dmae (115) também foram afetados.

- Das 24 delegacias, a maioria estava com os telefones funcionando. As que ficaram sem telefone não podiam registrar ocorrências.

- A Área Judiciária do Palácio da Polícia e DML também ficaram sem telefones. Alguns celulares funcionais da Polícia Civil também ficaram fora do ar.

- Os técnicos da Secretaria de Segurança tiveram que desviar ligações do 190 para celulares. Só assim conseguiam atender às ocorrências.

- O Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp) operou durante à tarde com 30% da sua capacidade normal.

Para onde ligar

A previsão era de que os serviços seriam normalizados durante a madrugada. Enquanto eles não forem retomados, outros ramais foram disponibilizados para o atendimento ao público:

- O serviço 118 pode ser acionado pelo telefone 2105-6570.

- O Samu pelo 2105-7899.

- Dmae pelo 2105-9115.

- A prefeitura também informa que qualquer atendimento de urgência pode ser solicitado pelo 190.

VEJA TAMBÉM

     
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.