Versão mobile

Senadores gaúchos dizem desconhecer atos secretos

"Não assinei ato secreto nenhum", diz Paulo Paim

23/06/2009 - 09h15min | Atualizada em 23/06/2009 - 09h44min
Senadores gaúchos dizem desconhecer atos secretos  Montagem de fotos de Dulce Helfer e Agência Senado/
Senadores Zambiasi, Simon e Paim ( da esquerda para a direita) explicaram que não têm controle sobre as publicações da Casa Foto: Montagem de fotos de Dulce Helfer e Agência Senado  

Os senadores gaúchos Sérgio Zambiasi (PTB-RS), Pedro Simon (PMDB-RS) e Paulo Paim (PT-RS) negaram na manhã desta terça-feira que tenham envolvimento com atos secretos. Eles afirmaram desconhecer essa prática no Senado e explicaram que não têm controle sobre as publicações da Casa. A edição de hoje do jornal O Estado de S.Paulo diz que os atos secretos envolvem 37 senadores dos principais partidos.

Ex-membro da Mesa, Paim aparece na lista como se tivesse assinado o suposto ato. Simon e Zambiasi, conforme a publicação, teriam sido beneficiados pelo documento. Em entrevista ao programa Gaúcha Atualidade, Paim disse que que jamais assinou ato secreto. Que assinou todas as resoluções da mesa, mas que todos deveriam ter sido publicados. Se não o foram, a responsabilidade não é dele. 

— O funcionário é que tem que dizer quem mandou não publicar. Eu nunca pedi — defendeu-se.

O petista salientou que as reuniões da Mesa são abertas e que não tinha o controle do que era publicado. 

— Se alguém está fazendo algum desvio de conduta, de malandragem, está fazendo secretamente.

O senador Sérgio Zambiasi, também em entrevista ao programa, afirmou que chegou ao Senado hoje cedo para tentar descobrir a natureza deste ato: 

— O ato era tão secreto que nem eu sei do que se trata.

Zambiasi disse estar constrangido com a inclusão do seu nome nessa lista: 

—  Estou absolutamente constrangido por desconhecer o fato. Não tenho nenhuma razão para solicitar que nenhum ato do meu gabinete não seja publicado.

Já Pedro Simon afirmou desconhecer o teor das acusações contra ele. 

— Não sei do que se trata. Estou sabendo disso hoje, mas todas as nomeações do meu gabinete são transparentes — afirmou Pedro Simon.

Notícias Relacionadas

23/06/2009 | 08h46

Senado paga dois funcionários em mausoléu de Sarney

Salários de ambos são de R$ 7,6 mil e R$ 2,5 mil

23/06/2009 | 07h45

Atos secretos envolveram os três senadores gaúchos

Sérgio Zambiasi, Pedro Simon e Paulo Paim aparecem na lista com pelo menos 37 parlamentares

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.