Versão mobile

Cranberry: conheça a fruta que combate a infecção urinária

Suco da fruta tem reconhecimento da Sociedade Brasileira de Urologia

02/08/2010 | 18h30
Cranberry: conheça a fruta que combate a infecção urinária  Reprodução/
Fruta é originária dos Estados Unidos Foto: Reprodução
Cranberry. Este é o nome de uma fruta que está dando o que falar entre urologistas e outros profissionais da saúde em nosso país, desde que estudos científicos internacionais vêm provando a eficácia de suas propriedades para o combate e a prevenção de doenças.

Ainda não encontrada no Brasil in natura, mas muito popular na forma de suco, geleias e outros derivados, hoje uma dieta rica em cranberry é comumente indicada para pacientes que apresentam quadro de infecção urinária.

A infecção urinária é uma das principais causas de idas a consultórios médicos, ambulatórios e pronto-socorros no Brasil. Acredita-se que 30% a 50% das mulheres já tiveram algum problema de infecção urinária depois do início da vida sexual.

Também em homens e mulheres idosos, doenças como o aumento da próstata e alterações hormonais e da vagina são responsáveis pelo aumento da incidência de infecções. Segundo Dr. Carlos Alberto Bezerra, presidente do Núcleo Brasileiro de Uroginecologia e professor da Faculdade de Medicina do ABC, em São Paulo, considerando-se a população geral, as infecções urinárias são mais comuns em mulheres, na proporção de três para um homem.

— As mulheres têm períodos da vida nos quais as infecções são mais frequentes: ao sair da fralda, ao iniciar vida sexual, ao ficar grávida e ao entrar no período pós-menopausa. Já os homens têm mais infecções após os 50 anos, devido aos problemas de próstata. Mas mesmo nesta faixa etária, as mulheres ainda têm mais infecção que os homens. Isso provavelmente se dá porque as infecções urinárias ocorrem por penetração de bactérias pela uretra e os homens, por terem uretra mais longa, são naturalmente mais protegidos — explica o especialista.

Mas, ao que a comunidade científica indica, esse alto índice brasileiro de mulheres com infecção urinária pode estar com os dias contados com a chegada de produtos à base de cranberry ao nosso mercado. Eles, inclusive, tem recebido o reconhecimento da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), que afere sua qualidade e propriedades terapêuticas.

A crescente popularização do cranberrry por aqui como espécie de alimento funcional é uma tendência que nasceu nos Estados Unidos (de onde a fruta tem origem), quando, em 1998, pesquisadores da Rutgers University, em Nova Jersey, descobriram que uma de suas substâncias ativas é a proantocianidina (PAC) – responsável pelo mecanismo antiaderência encontrado no suco, que impede que as bactérias fiquem grudadas e se reproduzam no epitélio (revestimento mucosos) do trato urinário.

Essas informações estão disponíveis em congressos médicos e a literatura técnica recente contém dados confiáveis e livres de conflitos de interesse, que estão acessíveis à comunidade médica em todo o mundo e inclusive no Brasil

— Tomei conhecimento da aplicação do suco há 12 anos, no Congresso Americano de Urologia. Desde então tenho acompanhado a literatura. Quando o suco de cranberry foi lançado no Brasil, passei a utilizar em algumas pacientes minhas. Basicamente, o que as pesquisas têm demonstrado é que mulheres com infecção urinária de repetição que passaram a tomar o suco regularmente têm menos repetição de infecções urinárias do que as que não tomam nada. Também há estudos que revelam que tomar o suco como prevenção da infecção urinária é igual a tomar um antibiótico no esquema de profilaxia usual (prevenção com antibióticos em dose baixa) — explica Bezerra. Além disso, o médico observou ainda que aqueles pacientes que tomam o suco diminuem o número de consultas por ano no seu consultório.
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.