Versão mobile

Quer continuar usando salto alto sem prejudicar a saúde? Saiba o que fazer

Exercícios podem prevenir os efeitos negativos do uso frequente do salto alto

08/02/2011 - 06h11min
Quer continuar usando salto alto sem prejudicar a saúde? Saiba o que fazer Guto Kuerten/
Dores ao usar sapatos baixos pode indicar encurtamento do músculo da perna Foto: Guto Kuerten  

Para muitas mulheres é difícil descer do salto. Literalmente. Acostumadas a usar calçados altos por muitos anos, algumas reclamam de dores quando estão de pés descalços ou tentam usar sapatos rasteiros. Segundo o chefe do Serviço de Ortopedia e Traumatologia do Hospital São Lucas da PUCRS, Luiz Antônio Simões Pires, estas dores apontam para o encurtamento do músculo posterior da perna, e a única forma de prevenir isso é com exercícios físicos.

O uso do salto alto faz com que essa musculatura, o tríceps, fique relaxada. Quando isso ocorre com frequência, o tríceps vai perdendo a capacidade de voltar à posição normal.

— Grande parte das pessoas vai perdendo gradualmente a flexibilidade, principalmente quando não se exercita — explica Simões.

De acordo com o ortopedista, quando a mulher é jovem, geralmente, há flexibilidade suficiente para usar o salto no dia a dia sem sentir dores. A perda dessa capacidade, no entanto, acontece com o passar dos anos e varia, de acordo com características físicas da paciente.

Simões revela que as dores ao tirar o sapato alto e andar de pés descalços ocorrem porque, neste momento, o músculo é exigido a voltar a trabalhar em sua amplitude normal. No entanto, ele está desacostumado a ficar nessa posição, pois passa grandes períodos de tempo retraído por causa do salto.

— Uma das primeiras manifestações do encurtamento muscular é a dor no calcanhar, no tendão de aquiles — alerta o ortopedista.

Simões recomenda todos os tipos de exercícios que trabalhem os membros inferiores para evitar danos à musculatura das pernas e manter a flexibilidade. Caminhada, corrida, bicicleta e ginásticas, em geral, são eficientes para quem não quer abrir mão do salto.

O alongamento também exerce um papel importante para evitar esse tipo de dano. Além disso, alternar o uso de calçados altos e baixos também ajuda a aliviar os efeitos negativos sobre as pernas.

— Não existe salto ideal. Ao longo de sua evolução, o pé humano foi adaptado para andar descalço. O calçado é um artefato recente, que, em casos extremos. produz esse tipo de lesão — diz o médico.

COMO EVITAR OS EFEITOS NEGATIVOS DO SALTO

:: Faça exercícios físicos regularmente: isso ajuda a manter a flexibilidade e evitar dores

:: Procure alternar o uso do salto alto com sapatos baixos

:: Alongue a musculatura das pernas diariamente

PRESTE ATENÇÃO

:: Quando sentir dores, procure imediatamente um ortopedista. Caso ocorra alguma lesão, é ele quem vai poder medir o potencial de recuperação da sua mobilidade articular

TRATAMENTO

:: Depois que ocorre a retração do músculo, a fisioterapia é o tratamento mais recomendado

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.